«

»

mar 06 2013

Imprimir Post

Entendendo noticiário sobre PM2,5 e poluição da China, um problema no Japão.

PM2,5 e poluicao da chinaA poluição atmosférica da China também é um problema no Japão. Desde meados de janeiro em Pequim, capital da China, o elevado índice de poluição cobriu como uma neblina a cidade, fechando inclusive o tráfego inclusive de aviões. Muitas pessoas foram hospitalizadas com problemas respiratórios e a máscara é usada por toda a população.

No final de janeiro, este alto índice de poluição atingiu 15% do território chinês, ou seja, quase quatro vezes a área do Japão foi contaminada.

Reunimos alguns artigos publicados recentemente para entendermos melhor esta situação.

 

Situação de proteção ambiental na China ainda é crítica

Em entrevista, o ministro chinês da Proteção Ambiental, disse que além de realizar a tarefa de reduzir a emissão de gás poluente, a prevenção e melhoria de poluição atmosférica, principalmente a prevenção da poluição por partículas PM 2,5, é também uma prioridade do trabalho em 2013.disse ainda que além de realizar a tarefa de reduzir a emissão de gás poluente, a prevenção e melhoria de poluição atmosférica, principalmente a prevenção da poluição por partículas PM 2,5, é também uma prioridade do trabalho em 2013.

“O volume de emissão de principais gases poluentes na China é muito grande, e a tarefa e redução de emissões é muito pesada. É cada vez maior a emissão trazida pela atual capacidade produtiva. A qualidade do ar em 70% das cidades chinesas não está qualificada segundo o padrão, enquanto a água subterrânea da metade das cidades está gravemente poluída.”

” A meta de redução de emissão de gases poluentes em 2013 está assim definida: redução de 2% para demanda química de oxigênio e dióxido de enxofre, 2,5% para amoníaco, e 3% para óxido de nitrogênio, em comparação com o nível de 2012.”

“Em 2013, vamos promover uma supervisão para seis índices importantes do ar, incluindo o PM2,5 em 113 cidades chinesas. Com os dados, vamos elaborar um plano para a segunda fase de supervisão, que visa ajudar na elaboração de normas para a qualidade do ar. Todos os dados serão divulgados antes do final de dezembro deste ano.”   (divulgado dia 24,01,2013 no CriOnline:

 

Situação da poluição chinesa no Japão

O aumento dos níveis de poluição tóxica vinda da China está se espalhando pelo Japão. Segundo o Instituto Nacional de Estudos Ambientais, 48 dos 155 observatórios em todo o país acusaram aumento em 31 de janeiro.

Os 48 observatórios com níveis mais elevados das partículas chamada PM2.5, estão localizados em 12 províncias, principalmente no oeste do Japão, incluindo Aichi, Osaka e Hiroshima, de acordo com o instituto.

Especialistas dizem que aumentou os níveis de PM2.5 na passagem da poluição no Japão, mas que fatores locais também fizeram com que os níveis de poluição nas grandes cidades subissem.

(divulgado Portal Webnews em 23/02/2013)

A província de Kumamoto emitiu um alerta de poluição do ar, pela primeira vez. Funcionários do governo local alertaram os moradores para não saírem ao ar livre nesta terça-feira e advertiram de um possível perigo para a saúde provocada por finos poluentes atmosféricos, conhecido como PM 2,5.

Funcionários da província disseram que o nível de partículas nocivas na cidade de Arao subiu para mais de 100 microgramas pela manhã. Eles alertaram que isso pode aumentar a densidade média dos contaminantes acima da norma de segurança diária de 70 microgramas por metro cúbico.

Moradores foram avisados no site da prefeitura ou por serviços de telefonia móvel para ficarem dentro de casa, a menos que tenha uma razão urgente para saírem.

Funcionários do governo disseram que está recebendo muitas perguntas sobre os efeitos na saúde ou como verificar os dados, segundo a NHK.

(divulgado Portal Webnews em 06/03/2013)

Uso de máscaras.

A poluição chinesa é tão perigosa que aquelas máscaras, que os japoneses geralmente usam para evitar alergias e transmissão da gripe, não são suficentes. Especialistas aconselham os moradores do leste do Japão, perto da China, a usarem máscaras especiais, semelhantes às usadas nas áreas contaminadas por radiação depois da explosão na usina de Fukushima, há dois anos. Só elas conseguem conter as partículas de fuligem.

poluição da china

No mapa feito com base num estudo da Universidade de Kiushu, no sul do Japão, é possível ver a gigantesca nuvem de poluição que cobre grande parte da Ásia. As partes vermelhas são as regiões com maior concentração de poluentes, e incluem Índia, Camboja,Tailândia e, principalmente, China. Pequim está bem na área em pior situação. E esta nuvem se move em direção ao Japão e chega bem perto de Tóquio. Preocupação para grande parte dos moradores da Ásia. (divulgado G1 em 01/02/2013)

pm2,5 mascaras

Fabricante de máscaras Crosseed, de Fukuoka, registra aumento da produção de máscaras especiais capazes de filtrar as partículas PM2.5. O filtro tem uma composição química à base de ovo de avestruz, capaz de barrar também vírus e pólens
http://www.yomiuri.co.jp/national/news/20130222-OYT1T00928.htm?from=main6

 

K10059743411_1303051916_1303051934_01

NHK divulgou em 05/03/2013 que na província de Kumamoto, máscaras chamados de N95, que tem a certificação do Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos, estão sendo vendidos nas farmácias e drogarias, com grande procura, apesar do preço ser mais caro do que as máscaras convencionais.

 

O que significa PM (material particulado ou micro partículas)

Material Particulado (PM)(Atmospheric particulate matter,particulates or particulate matter) , no wikipédia, encontramos a denominação geral : conjunto de poluentes constituídos de poeiras, fumaças e todo tipo de material sólido e líquido que se mantem suspenso na atmosfera por causa de seu pequeno tamanho

Fontes de emissão:

As fontes emissoras dos poluentes atmosféricos são numerosas e variáveis, podendo ser antropogênicas ou naturais.

♦ Entre as fontes naturais estão os vulcões, poeira, incêndios em florestas.

♦ As maiores fontes antropogênicas (atividades humanas) de particulados são a queima de combustíveis fósseis em motores de combustão interna de veículos, termoelétricas e indústrias e as poeiras de construção e de áreas onde a vegetação natural foi removida.

As principais fontes de emissão para a atmosfera são: veículos automotores, processos industriais, queima de biomassa, ressuspensão de poeira do solo, entre outros.  O material particulado pode também se formar na atmosfera a partir de gases como dióxido de enxofre (SO2), óxidos de nitrogênio (NOx) e compostos orgânicos voláteis (COVs), que são emitidos principalmente em atividades de combustão, transformando-se em partículas como resultado de reações químicas no ar.

algumas fontes de poluentes na atmosfera

 

Classificação e tamanho

Para entender o tamanho da classificação das partículas: 1μm (micro-metro) corresponde a 0,001 milimetros
O tamanho das partículas está diretamente associado ao seu potencial para causar problemas à saúde, sendo que quanto menores maiores os efeitos provocados. O particulado pode também reduzir a visibilidade na atmosfera.

♦ Partículas Totais em Suspensão (PTS)diâmetro menor que 50µm. Uma parte destas partículas é inalável e pode causar problemas à saúde, outra parte pode afetar desfavoravelmente a qualidade de vida da população, interferindo nas condições estéticas do ambiente e prejudicando as atividades normais da comunidade.

♦ Partículas inaláveis (PM10) – diâmetro menor que 10µm
• PM2,5 são partículas inaláveis finas com diâmetro inferior a 2,5μm (micro-metros) que se instalam nos locais mais profundos do pulmão (alvéolos pulmonares e bronquiolos).
 PM10 são partículas inaláveis grossas com diâmetro inferior a 10μm (micro-metros) (2,5 a 10 µm), e ficam retidas na parte superior do sistema respiratório.

♦ Fumaça (FMC)- material particulado suspenso na atmosfera proveniente dos processos de combustão.

♦ Dióxido de Enxofre (SO2) Resulta principalmente da queima de combustíveis que contém enxofre, como óleo diesel, óleo combustível industrial e gasolina. É um dos principais formadores da chuva ácida. O dióxido de enxofre pode reagir com outras substâncias presentes no ar formando partículas de sulfato que são responsáveis pela redução da visibilidade na atmosfera.

♦ Monóxido de Carbono (CO) É um gás incolor e inodoro que resulta da queima incompleta de combustíveis de origem orgânica (combustíveis fósseis, biomassa, etc). Em geral é encontrado em maiores concentrações nas cidades, emitido principalmente por veículos automotores. Altas concentrações de CO são encontradas em áreas de intensa circulação de veículos

♦ Ozônio (O3) e Oxidantes Fotoquímicos – mistura de poluentes secundários formados pelas reações entre os óxidos de nitrogênio e compostos orgânicos voláteis. O principal produto desta reação é o ozônio, por isso mesmo utilizado como parâmetro indicador da presença de oxidantes fotoquímicos na atmosfera. Tais poluentes formam a chamada névoa fotoquímica ou “smog fotoquímico”, que possui este nome porque causa na atmosfera diminuição da visibilidade. Além de prejuízos à saúde, o ozônio pode causar danos à vegetação.

♦ Hidrocarbonetos (HC) – São gases e vapores resultantes da queima incompleta e evaporação de combustíveis e de outros produtos orgânicos voláteis. Diversos hidrocarbonetos como o benzeno são cancerígenos e mutagênicos, não havendo uma concentração ambiente totalmente segura. Participam ativamente das reações de formação da “névoa fotoquímica”.

♦ Óxido de Nitrogênio (NO) e Dióxido de Nitrogênio (NO2) São formados durante processos de combustão. Em grandes cidades, os veículos geralmente são os principais responsáveis pela emissão dos óxidos de nitrogênio. O NO, sob a ação de luz solar se transforma em NO2 e tem papel importante na formação de oxidantes fotoquímicos como o ozônio. Dependendo das concentrações, o NO2 causa prejuízos à saúde

(fonte Wikipedia)

PM2,5

São partículas inaláveis finas com diâmetro inferior a 2,5μm (micro-metros)- corresponde a 1/30 do diâmetro do fio de cabelo, que se instalam nos locais mais profundos do pulmão (alvéolos pulmonares e bronquiolos).

poluição da china

A espessura do fio de cabelo é 70 micro-metros de diâmetro. O kafun (pólen) tem cerca de 30 micro-metros de diâmentro. Por esta razão, a poluição contendo partículas ultrafinas de PM2,5 micro-metro de diâmetro quando inaladas, facilmente atingem o pulmão, agravando seriamente os problemas de saúde, levando em casos agudos ao câncer e outros problemas respiratórios.

verysmalll

O Ministério do Meio Ambiente no Japão estabeleceu em setembro de 2009, um índice para proteção da saúde, menos de 15μg (micro-gramas) por metro cúbico em média por ano. Critério adotado foi de média diária menos de 35 μg (micro-gramas) metros cúbicos.

Em janeiro, na cidade de Pequim foram registrados emissões de poluente no ar de  PM2,5 índices que ultrapassaram os 400 micro-gramas por dia em média, significando um valor equivalente a mais de 11 vezes os padrões japoneses.

(divulgado no jornal Yomiuri, dia 26/02/2013)

A título de curiosidade foi divulgado em 17/01/2013 no  Blog Livedoor, o mapa mundi com informações da concentraçao de PM2,5

cafab40a

 

Algumas imagens da China

Abaixo algumas imagens divulgadas na web com paisagens da <neblina> de poluição da China.

Lamentável. Vendo estas imagens, agradeço ao ar que respiro.

imagens da china

 

 

 Informações da qualidade do ar do governo japonês

Os governos das províncias divulgam informações atualizadas sobre o índice de PMB2,5 e a qualidade do ar monitorados. Os links estão em idioma japonês. Utilize o tradutor.

Video editado pela JPTV

Fontes e referências: Ministério do Meio Ambiente, WikipediaBlog Livedoor Portal Webnews CriOnlineG1

 

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=10117

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »