«

»

fev 21 2012

Imprimir Post

Por que pagar a taxa de Associação de Bairro no Japão?

No Japão, em quaisquer prefeituras ou subprefeituras, existem organizações dos moradores chamadas de “Associação Comunitária do Bairro- Chonaikai ” e “Associação Autônoma de Moradores -Jichikai”. Essas associações desenvolvem atividades interativas entre os moradores, como por exemplo,a distribuição de circulares Kairanban (prancheta com avisos onde são colocados notícias das prefeituras, dos centros de saúde e outros), atividades de segurança e treinamentos contra incêndios, terremotos, defesa civil, coleta de lixo e festividades. As atividades tem o suporte das mensalidades cobradas dos moradores.

Desde que cheguei ao Japão, junto com o aluguel pago a Associação de Bairro. Inicialmente não compreendia esta organização e por que pagar esta taxa. Quando mudei para um apartamento público, aquela prancheta Kairanban, semanalmente era deixada na minha porta, e se demorasse um dia para passar para a vizinha, levava bronca da síndica… Não compreendia porque era tão importante passar rapidamente aquelas informações que não conseguia ler…
Passado alguns anos, mudei de cidade e poucos meses depois, era convocada para ser Kumi-cho, chefe de um grupo da Associação. Não tinha outros estrangeiros no comite executivo. Participando das reuniões, vivenciei a importância das atividades ministradas pela Associação, pude sentir realmente a grande preocupação no trabalho em prol do bem estar da comunidade local, seja realizando a limpeza das ruas, plantando flores no parque onde as crianças brincavam, fazendo plantões no local de lixo, orientando outros estrangeiros na correta separação do lixo. As atividades desenvolvidas para as crianças no Kodomokai, permitiram que os filhos pudessem se reunir com outras crianças para recreação, atividades esportivas nos finais de semana, desenvolvendo uma comunicação mais aberta com os amigos e na escola.
Há alguns anos, participo de um grupo de voluntários que fazem serviço de  intérpretes na cidade de Okazaki. Nas reuniões períodicas, brasileiros intérpretes e responsáveis de Associações de Bairro e de conjuntos habitacionais públicos (Ken-ei e Shi-ei Jutaku) são levantados os diversos problemas com brasileiros, buscando sempre uma solução para melhor adaptação dos estrangeiros na sociedade japonesa.
Um dos assuntos polêmicos é a taxa de Associação de Bairro. Muitos brasileiros desconhecem o trabalho e o objetivo desta organização e dificultam a tarefa dos membros na hora do pagamento, não participam das atividades como limpeza, não colaboram na separação correta do lixo, e demoram demais para circular o Kairanban.
Entendemos que este tipo de organização de bairro, não são frequentes no Brasil. Aqui no Japão são importantíssimos para melhorar a qualidade de vida dos moradores. Aos poucos muitos tem colaborado e compreendido esta realidade, ajudando a integração multicultural dentro da sociedade.
O post de hoje é para esclarecer um pouco mais sobre o que é a Associação de Bairro. Lembre-se que nas ruas, parques, córregos não encontramos tanto lixo como em outros países… As ruas são pouco iluminadas, porém, patrulhas de voluntários todas as noites circulam regiões mais perigosas para garantir a segurança. As crianças percorrem o trajeto escolas, sempre acompanhados de mães e voluntários que verificam a segurança no trânsito. E muitos outros itens que passam desapercebidos para nosso corre-corre mas que sempre estão sendo observados pelos membros da Associação de Bairro para que tenhamos uma vida mais tranquila e segura.

O que e Associacao de Moradores de Bairro (Chonaikai/Jichikai)?

Trata-se de organização composta pelos moradores do bairro, onde são realizadas várias atividades em conjunto, promovendo amizade, comunicação e cooperação entre os moradores e vizinhos. Visa construir uma comunidade confortável e segura de se viver, onde todos podem se comunicar e se ajudar uns aos outros em caso de necessidades, e também promovendo medidas preventivas contra acidentes e crimes.

Como é administrada a Associação de Bairro?

Cada bairro, possui uma Associação de Bairro com os seguintes membros: Presidente, dirigentes e associados. Fazendo parte da comunidade paga-se uma taxa que poderá ser cobrada mensalmente, bimestralmente ou anualmente, dependendo do bairro. Todas as pessoas da Associação trabalham como voluntários. Os responsáveis escalados como “Kumi-cho” ou “Han-cho”, coordenam o seu grupo (Kumi ou Han). Eles visitam as casas do bairro, recolhendo a taxa (Jichikai-hi/Chonaikai). Os cargos de “Kumicho” e “Hancho” da Associação de Bairro são ocupados pelos associados que fazem revezamento anual. Quando há uma necessidade de lidar com o governo local ou com terceiros, a comissão executiva negociará em nome da Comunidade.

Quais são as atividades da Associação de Bairro?

(1) Embelezamento ambiental Colaboração para manutenção, crescimento e desenvolvimento do meio ambiente.

♦ Limpeza do bairro, dos parques, dos córregos e ruas da região, mutirão para capinagem.

♦ Orientação, coordernação e supervisão dos pontos de coleta de lixo, distribuição dos calendários de lixo
♦ Recolhimento de materiais recicláveis (latas, jornais, garrafas etc.)
♦ Orientação e coordenação de lixos recicláveis (Shigen Gomi), fazendo coleta separada e outros.

(2)Segurança diária Segurança no transporte, prevenção de crime, atividade de prevenção de desastres e outros

♦ Instalação e manutenção da iluminação das ruas para que os moradores possam andar tranquilamente à noite.

♦ Treinamentos para a prevenção contra incêndios, inundações, desastres como terremotos.
♦ A força da comunidade é essencial para salvamentos após a ocorrência de terremoto ou catástrofes naturais.
♦ Apoio aos Grupos de Voluntários de Incêndio. Patrulhas do bairro.

(3) Atividades culturais e recreativas

♦ Manutenção do ambiente social da região, objetivando uma relação de melhor convívio melhor entre si, incentivando auxilio mútuo, desenvolvimento e bem estar social dos moradores da região.
♦ Com a finalidade de promover a amizade entre os moradores da região, realizam-se atividades como o Festival Esportivo e Cultural, o Bon-odori (Dança do Festival realizado na época de Finados), Gincana escolar (Undoukai)participação do exercício físico pela rádio (Rajio Taisou) e outros.

(4)Participação das atividades da previdência social

♦ Arrecadação de Fundos, auxílio nas campanhas e nas atividades voluntárias.

(5)Comunicação e cooperação à Prefeitura, Subprefeitura e outros órgãos

♦ Ajustamento da comunicação entre prefeitura e bairros através da distribuição e circulação de informativos (Keijiban) e boletins (Kairanban)
♦ “Kairanban” é um sistema onde o morador recebe os avisos e comunicados por escrito, dentro de uma pasta ou prancheta. Ao terminar de ler, a prancheta deverá ser entregue ao morador vizinho sem falta. Quando conter várias vias do mesmo comunicado, é para ser retirado uma para cada morador.
♦ O conteúdo destes avisos são normalmente comunicados importantes como: data da carpinagem do bairro, data para a coleta dos materiais recicláveis, sobre eventos realizados pelos PTA, Kodomo-kai (Associação de Crianças), da Associação de Bairro, do Centro Comunitário, Posto Policial, etc

Como surgiu a Associação de Bairro ?

As associações de Bairro existiam no Japão desde antes do período Edo (1603-1868).
O sistema foi formalizado em 11 de Setembro de 1940 por ordem do Ministério do Interior (Japão) . Participação era obrigatória.

A Associação de Moradores (Tonarigumi) foi a menor unidade do programa de mobilização nacional estabelecido pelo governo japonês na Segunda Guerra Mundial . Ela consistia de unidades, compostas de 10-15 famílias organizadas para combate a incêndio, defesa civil e segurança interna e segurança pública, com o objetivo de tornar um órgão que iria ajudar o governo local.

Associações de bairro se tornaram órgãos oficiais de apoio ao esforço de guerra, certificando-se de todas as casas seguiam as regras de racionamento de comida, contribuíram com os suprimentos necessários e abrigos seguros. Quando a guerra acabou, a ocupação aliada emitiu uma ordem em 1947 para proibir associações de bairro. A proibição expirou em 1951 com a assinatura do Tratado de Paz de San Francisco..

Quando surgiu o sistema atual de Associação de Bairro? Especialistas têm opiniões diferentes sobre isso, era comum por volta do final do século 19 que as pessoas se reunessem voluntariamente e discutissem questões que afetavam sua comunidade, e esses encontros serviram como um canal com o governo local.

Quando que os moradores realmente valorizam o trabalho da Associação de Bairro?

Muitos concordam que as Associações de Bairro exercem um trabalho importante em caso de emergência, como um terremoto, inundação ou outro desastre natural.
Por exemplo, após o Grande Terremoto de Hanshin, em 1995, o fogo não se espalhou no bairro de Kita Awaji em Awaji Island, na Prefeitura de Hyogo. Cerca de 100 moradores da comunidade local se alinharam com baldes de água para extinguir o fogo que eclodiu, conforme treinamentos recebidos anteriormente. Da mesma forma, os membros da associação de moradores do distrito de Mano Nagata Ward, Kobe, trabalharam juntos para resgatar pessoas enterradas vivas em um prédio desmoronado. Leia também Lições do Terremoto de Kobe, 17/01/1995! Da destruição à reconstrução, a participação ativa da comunidade!

Estrangeiros podem se tornar membros?

Sim. Algumas associações de bairro têm visto a participação ativa de residentes estrangeiros, em lugares como Shizuoka e Aichi, onde há grandes grupos de brasileiros que vieram ao Japão para trabalhar em fábricas.
Nem tudo foi fácil no começo, devido aos problemas experimentados entre residentes japoneses e estrangeiros, por causa das diferenças de estilo de vida ou falta de compreensão mútua da cultura e da língua.

Em um esforço para superar mal-entendidos, representantes da comunidade brasileira em alguns bairros assumiram a responsabilidade de servir nas comissões executivas.
Tê-los no conselho executivo ajudou a reduzir os problemas, dizem os observadores, porque eles têm servido como uma ponte entre os residentes japoneses e estrangeiros, ajudando cada vez mais na integração e cooperação mútua.

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=139

2 comentários

  1. Karina

    É obrigatório?

  2. Juliane

    Muito ibrigada pelo post me ajudou muito..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »