«

»

dez 26 2011

Imprimir Post

Dicas para proteger seus filhos dos perigos da internet e manter a privacidade. Orientação da Policia de Aichi.

Não existe uma maneira à prova de falhas de proteger completamente seus filhos na internet – assim como em qualquer outro lugar!

Como no mundo real, existem precauções que as famílias podem tomar quando estiverem online para evitar que os filhos encontrem material perigoso ou impróprio.

 Da mesma forma como as famílias são diferentes, nenhuma solução de software ou tecnologia irá atender às necessidades de todos.  Muitos sites e provedores mais sérios, demonstrando responsabilidade social e moral, já começam a se preocupar com o assunto, controlando o que publicam na Internet, fornecendo ferramentas de apoio ou dando dicas preventivas. Nesse artigo, procuramos condensar algumas dicas encontradas.

No site Portal da Família, encontramos um artigo muito bom para orientar os pais no sentido de proteger os filhos dos perigos que podem encontrar na internet,Filtros de conteúdo: programas que impedem o acesso a sites não recomendáveis para crianças. Estaremos reproduzindo uma parte, quando tiverem oportunidade, leia também os demais artigos, muito instrutivos e esclarecedores.

Você já encontrou sites na internet que por serem inapropriados gostaria que seus filhos não acessassem? Mesmo acidentalmente, num simples clicar isto poderá acontecer… Você é consciente dos efeitos negativos que a Internet pode estar causando em suas crianças?

A internet está provocando uma grande mudança no mundo nas questões de educação, comércio, comunicação e em nossas vidas pessoais. É um mundo a ser descoberto cheio de fatos, imagens e pessoas interessantes.

Mas como o mundo real, o mundo virtual da Internet também possui seus perigos. Há muitas pessoas inescrupulosas, imagens ou informações censuráveis. Diariamente aparecem sites que podem expor nossas famílias a conteúdos perturbadores ou até mesmo falsos. E às vezes os pais tem pouca ou nenhuma oportunidade para revisar ou controlar a navegação de seus filhos. Também não podemos negar o acesso a este valioso recurso.

O que são filtros de Internet?

Filtros de Internet são ferramentas de software que podem ajudar a monitorar o conteúdo da Web visto em um computador ou rede. No caso das configurações de proteção para a família, os filtros de Internet também podem ajudar os pais a controlar quem pode se comunicar com as crianças ou quanto tempo as crianças podem usar o computador.

Como a configuração dos filtros  pode ajudar?

Os pais, responsáveis ou administradores de escolas podem proteger as crianças da visualização de material inadequado, bem como identificar os sites que as crianças podem visitar.

• Os pais e responsáveis podem bloquear sites por tipo de conteúdo ou permitir o acesso apenas a determinados sites.

• Você pode evitar conteúdos sexuais explícitos e indesejados nos seus resultados de pesquisa.

• As empresas podem bloquear sites ou programas que não devam ser usados pelos funcionários no trabalho.

• Os filtros de Internet podem avisá-lo sobre sites suspeitos de fraude e bloquear o acesso a eles (estes filtros são também conhecidos como filtros de phishing ).

• Os filtros de Internet podem manter o spam fora da sua caixa de entrada (tais filtros são também conhecidos como filtros de spam ).

Orientações para os pais

É dever dos pais proteger seus filhos. Da mesma forma que no mundo real você ensina seus filhos a não falar com estranhos em um parque ou na rua, ou a não frequentarem lugares perigosos, alerte-os sobre os perigos em potencial da Internet. Oriente-os para nunca divulgarem informações de sua vida para estranhos.

Conhecer a Internet é a melhor forma de ajudar seu filho a evitar suas perigosas armadilhas. Seu filho respeitará conselhos dados com conhecimento de causa,  mas os rejeitará se ele perceber que você não conhece o assunto.

Demonstrar interesse nas atividades online de seu filho não é necessariamente uma falta de confiança. Assim como você se interessa por seus amigos verdadeiros, você deve demonstrar interesse em seus amigos “virtuais” e em seus “passeios” pela internet.

Faça um acordo em família com  base na confiança para ajudar seus filhos a se autocontrolarem no uso da Internet. Dependendo da idade dos filhos, mais do que proibir é necessário explicar-lhes o motivo da proibição, e ajudar a formar  neles critérios de valor para por conta própria evitarem certos tipos de sites.

Procure conhecer e utilizar os mecanismos de proteção que a tecnologia lhe proporciona, mas lembre-se que nenhum software pode substituir pais atentos. Confira o histórico do que sua criança está vendo na internet, e aproveite e oportunidade para discutir este material com a criança.

Ajude a orientar as instituições públicas, as escolas, e também outros pais, sobre o assunto. Caso sinta necessidade, se seu filho ou outra criança estiver em perigo, não hesite em procurar as autoridades e denunciar o caso.

Como funcionam os programas de proteção

– Ferramentas de limitação de tempo  – Possibilita limitar a quantidade de tempo gasto na internet, ou evitar o acesso nos horários em que os pais estão dormindo ou fora de casa, restringindo-o para os horários em que os pais podem supervisionar o acesso.

– Filtros baseados em listas de sites – Restringe o acesso a websites cadastrados previamente em listas de sites proibidos. Essas listas em geral são atualizadas periodicamente pelo fornecedor do software, que para preenche-las utiliza ferramentas de pesquisa, equipe de profissionais ou apoio de comunidades de pessoas, mas os pais também podem acrescentar outros sites na lista.

– Filtros baseados em palavras proibidas – Esse tipo de ferramentas usa uma lista de palavras encontradas em websites impróprios, e que analisam o contexto em que as mesmas se encontram.

– Filtros baseados em rótulos de classificação –
Organizações (ou os próprios criadores de sites) podem classificar e rotular um site (web ratings systems) usando um sistema conhecido como “PICS” (Platform for Internet Content Selection). Versões mais recentes do Internet Explorer ou do Netscape já estão preparados para isso, mas essa tecnologia ainda é pouco utilizada.

– Ferramentas para Bloqueio no Envio de dados – Neste caso, o programa impede a criança de enviar dados pessoais pela Internet como o nome, endereço e número do cartão de crédito.
Em geral também funcionam para correio eletrônico, instant message, fóruns e grupos de discussão. O programa controla o recebimento e envio de e-mails. Os pais podem determinar uma lista de destinatários ou de remetentes autorizados. Pode-se também controlar a participação da criança em salas de bate-papo (chats).

– Browsers (navegadores) para crianças – Esses programas possuem quase as mesmas funcionalidades de um browser normal (Internet Explorer, Netscape, etc.) . Alguns auxiliam a criança a aprender usar a internet, e os direciona para centros educacionais ou entretenimento na web. Em geral eles já utilizam alguns dos mecanismos acima.

– Mecanismos de busca (pesquisa) para crianças – Estas são ferramentas grátis existentes na Internet, chamadas de Mecanismos de Busca, que pais e crianças podem usar para procurar assuntos interessantes ou divertidos, com a segurança de saber que os resultados das pesquisas quase sempre serão apropriados para as famílias. Alguns desses mecanismos de busca confiam em esquemas de filtragem para tirar dos resultados o que for impróprio, enquanto outros têm listas pré-selecionadas de sites que podem ser usados para pesquisa.

– Ferramentas de monitoração – Agem escondidas, registrando tudo que foi acessado na web (websites visitados, mensagens de correio recebidas ou enviadas, sessões de salas de bate-papo e até cópia das telas vistas). Algumas podem até registrar o que foi feito mesmo quando não conectado à Internet.
Quase todas estas ferramentas são projetadas para ser tão inclusivas quanto possíveis.
Depois, os pais podem verificar os registros. Porém, se instaladas secretamente, podem nutrir ressentimento em crianças mais velhas por se sentirem espionadas. Quaisquer destas ferramentas deveria ser usada cuidadosamente por pais.

– Outras opções de segurança – Alguns dos programas oferece proteções adicionais como: bloqueio de publicidade, proteção contra vírus, impossibilidade de acessar alguns programas instalados no computador e impossibilidade de abrir ou gravar programas ou arquivos anexados em e-mails. Mas, em geral, contra vírus os programas antivírus de mercado são melhores e possuem um esquema de atualização mais eficiente.

No Japão também tem aumentado a ocorrência de crimes envolvendo menores, através do uso de telefones celulares e acesso a vários tipos de sites, em quase todos os casos, as vítimas não usavam filtros eletrônicos.

A Polícia de Aichi objetivando a orientação de toda a comunidade, inclusive de estrangeiros, elaborou o panfleto abaixo Vamos proteger nossos filhos de más influencias! Filtragem 100%!

Todos deveriam assistir este video em familia e conversar sobre o assunto:

*

*

*

*

Fonte: Portal da Família, Proteção da infância na internet, Internet em mãos seguras,

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=280

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »