«

»

jun 25 2012

Imprimir Post

Conhecendo o Japão: Dunas de Tottori, o deserto exótico do Japão! Espaço Fotografando Marcos Hiano

Quando você pensa em Japão o que lhe vem à cabeça? Imagens de templos, cerejeiras, montanhas?

E que tal um deserto? Parece meio deslocado, não? Pois saiba que os japoneses têm, sim, uma formação desértica no seu país. Vamos conhecer Tottori, através das fotos de Marcos Massao Hiano.

Das cem mais belas praias do Japão, 11 estão distribuídas entre as províncias de Hiroshima, Okayama, Shimane, Tottori e Yamaguchi. A praia de Sakyu, em Tottori (Tottori), é um bom local para descansar.

A província de Tottori faz fronteira com as províncias de Okayama ao sul, Hiroshima a sudoeste, Hyogo a leste, Shimane a oeste por terra e é banhada pelo Mar do Japão ao norte. Possui 4 cidades e 5 distritos de um total de 19 municipalidades. A província de Tottori com pouco mais de 600 mil habitantes, é a província com menos habitantes do Japão.

 

A província de Tottori é a que possui beleza mais peculiar. Uma das praias mais procuradas no verão é Hakuto, localizada na cidade de Tottori. Com rica vegetação e ótima estrutura para turistas, o local é recomendado para quem gosta de contemplar um belo pôr-do-sol.

 

Dunas de Tottori (鳥取砂丘 Tottori sakyū).

A atração mais famosa da cidade, é o maior parque de dunas do pais, se estendendo por 16 quilômetros do leste ao oeste. O parque é frequentemente usado pela indústria cinematográfica japonesa quando exige-se uma cena desertica.

A verdade é que Tottori não é conhecido como um deserto por causa da ocorrência de chuvas razoável que há na região, muito maior do que a de um deserto normal. Mesmo assim, a temperatura nas areias de lá excede os 60 graus Celsius durante o verão. 

 As dunas foram “esculpidas” pelos ventos do Mar do Japão, e todos os anos a paisagem fica propícia a mudar, há cerca de 100 mil anos, quando cinzas do vulcão Daisen se misturaram à areia do rio Sendai. Em alguns pontos das dunas, as colinas chegam a 90 metros de altura, oferecendo uma visão espetacular do mar e do horizonte e a inclinação das dunas pode chegar a 40 graus, tornando Tottori um destino popular também para os adeptos do sandboarding.

 

Lá, é possível fazer passeios a cavalo ou camelo, além de praticar esportes como o paragliding e o ‘surfe de areia’.  A areia adquire diferentes colorações de acordo com o horário e a época do ano.  Diferente da maioria das praias do Japão, em Tottori a areia é branca e fina. As dunas de Tottori foram consideradas monumento natural do país em 1955,  são uma das mais exóticas vistas do Japão e um dos mais populares pontos turísticos.

Um detalhe interessante é que, nas dunas, surgem formas de vida, como as plantas hamahirugao e hamanigana. Elas conseguem sobreviver porque debaixo das areias secas e quentes, que atingem 60 °C, há outra camada de areia úmida. Algumas plantas desaparecem da superfície no verão, esperando a chegada de época mais amena no subsolo. Mas o inverno não é menos rigoroso: como a região está voltada para o oeste, recebe os ventos vindos do continente e chega a acumular até um metro de neve.

A associação de turismo da província estimula as pessoas a colocarem o pé na areia – mas não se preocupe, há espaços onde os turistas podem lavar os pés antes de calçar os sapatos. As areias são acessíveis também para quem tem dificuldade de mobilidade, já que são disponibilizadas cadeiras de rodas adaptadas para areia. A província pensa ainda em construir uma passarela para melhorar a acessibilidade.

San-in Kaigan Parque Nacional  – Uradome Beach

O Parque Nacional abrange um litoral bonito, 47miles/75km longa, que se estende desde Kyoto, Hyogo para Tottori. O litoral é cheio de cavernas do mar, enseadas e rochedos. Uradome Kaigan e Kasumi Kaigan costas são famosas e belas ria situado neste parque. Genbudo é um seacave maravilhoso feito de pentagonal e hexagonal pilar em forma de fendas feitas por atividade vulcânica cerca de 1,6 milhões de anos atrás. Na cachoeira  Ame Taki (Cachoeira da Chuva ), 15 metros de queda, reza a lenda que o Deus da Chuva passa por esse lugar para recarregar as tempestades.

 

 

De avião – Existem três vôos diariamente do aeroporto Haneda em Toquio para o aeroporto de Tottori, que fica na parte norte da cidade perto da universidade. O vôo leva 75 minutos. Tel. 0120-029-222, 0857-23-3038.

De trem – De Toquio é possível pegar o trem nocturno Izumo, que parte as 21:10 e chega em Tottori as 7:56 da manhã seguinte. A passagem custa por volta de ¥10.000. A linha JR conecta Tottori com Okayama, levando-se 2 horas. De lá pode pegar o trem bala para outras partes do país.

De autocarro/ônibusExiste um ônibus expresso que parte do bairro Hamamatsu-cho em Tóquio. ¥10.200. Tel. 03 3743 0022.  Outro ônibus express vai várias vezes por dia entre a rodoviária Namba em Osaka e a rodoviária central de Tottori. Leva-se 2 horas e meia. ¥5800.

Fonte: Wikipedia, NippoBrasil,  MadeinJapan

Fotos de Marcos Massao Hiano – Viagem a Tottori em agosto de 2011

 

Marcos Massao Hiano, mora em Okazaki, trabalhando para o Grupo Suri-Emu desde 2007. Gosta de beisebol, fotografia, pescaria! Mais fotos de Marcos poderão ser encontrados no álbum do Facebook, aqui


Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=436

3 comentários

  1. Natal

    O LAZER É FUNDAMENTAL PARA REPOR AS ENERGIAS, NÃO IMPORTA QUAL SEJA O LOCAL, MAS VI QUE É MUITO BONITO, O DESERTO COM AQUELE BARRANCO PODERIA MONTAR O CHAMADO SKBUNDA, ESCORREGADOR

  2. Melissa

    Boa Noite! A matéria sobre Tottori esta adorável. Mas escrever que se anda DE cavalo e de assassinar a língua.

    1. Obrigada pela correção. Já reeditamos o texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »