«

»

ago 21 2012

Imprimir Post

Saiba mais sobre procedimentos para matricula em escola japonesa

Guia para matrícula escolar para estrangeiros em escolas japonesas. As crianças estrangeiras, da mesma forma que as crianças japonesas, são recebidas gratuitamente pelas escolas de Ensino Fundamental no Japão.

Ao ser matriculada em uma escola japonesa, assegura-se gratuitamente à criança estrangeira a oportunidade de receber a mesma educação das crianças japonesas. Educação Fundamental: Shogakko (antigo primário no Brasil) e Chugakko (antigo ginásio no Brasil).

Muitos brasileiros mesmo depois da crise de 2008, mesmo depois do terremoto de Tohoku em 11 de março, decidiram permanecer no Japão. Muitas famílias com filhos nesta época do ano ficam indecisos: creche japonesa ou creche brasileira? Escola brasileira ou Escola Japonesa? Esta resolução dependerá de outros fatores como: quando pretendem voltar ao Brasil, se pretendem ficar indefinido, se tem escola brasileira na atual cidade, se tem ou não assistência em português na escola ou prefeitura local, se veio de transferência de escola no Brasil… enfim, são muitos e muitos detalhes a serem pensados.

A comunidade brasileira em geral tem grandes dúvidas sobre o funcionamento das escolas japonesas em relação aos estrangeiros, sobre o curriculo, sobre a rotina e mais… Postaremos dois panfletos divulgados pelo Ministerio da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia do Japão: (1) Resumo editado em março de 2011 (2) Guia Escolar, procedimento para matricula em escola japonesa, editado em abril de 2005.

Se tiverem interesse poderão imprimir os arquivos em PDF, link no final de cada texto. Acrescentamos as ilustrações da internet, para facilitar a leitura. O texto é longo, mas 9 anos de vida escolar são longos, e este é um pequeno resumo. Dúvidas poderão ser esclarecidas na Prefeitura de sua cidade, procure o setor de Assistência em Português.

*****************************

Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia

■ Sobre o período da escolaridade do Ensino Fundamental

No Japão, no mês de abril, se efetivam as matrículas no Shogakko. Neste mês, podem ser matriculadas aquelas crianças que já tiverem 06 anos completos. Uma vez concluído este período, as crianças poderão ser matriculadas no Chugakko e estudarão por mais 03 anos consecutivos.

■ Sobre a taxa de aulas e de livros didáticos

No  Shogakko e  Chugakko público não há taxas a serem pagas sobre as aulas e nem para a aquisição dos livros didáticos. Os livros são distribuídos gratuitamente. Mas é obrigatório o pagamento mensal da refeição escolar  (kyushoku) e também algumas taxas relativas às atividades promovidas pela escola para os alunos.

■ Sobre o auxílio financeiro ao aprendizado

No caso de constatação pela Secretaria Municipal de Educação de dificuldades econômicas por parte do aluno, este poderá receber auxílios financeiros para aquisição dos materiais didáticos e escolares e também para a refeição escolar.

■ Matérias ou disciplinas ensinadas nas escolas

No Shogakko são ministrados conteúdos da Língua Japonesa, Estudos Sociais, Matemática, Ciências, Vida Cotidiana, Música, Desenho e Marcenaria, Tarefas Domésticas e Educação Física, Educação Moral, Atividades extracurriculares, e Estudos Gerais.No Chuugakko são ministrados conteúdos da Língua Japonesa, Estudos Sociais, Matemática, Ciências, Música, Educação Artística, Educação Física e Saúde, Marcenarias, Tarefas Domésticas e Língua estrangeira (a princípio, Língua Inglesa), e mais Educação Moral, Atividades extracurriculares, e Estudos Gerais.

■ Atividades de PTA

Nas escolas existe uma organização denominada PTA a qual é constituída pelos pais e professores. Nesta organização são programadas atividades como orientação de segurança sobre o trajeto de casa para a escola e vice-versa. Esta atividade tem a colaboração dos pais e professores. Nesta atividade, espera-se sempre a participação ativa dos pais.

■ Procedimento para a matrícula no Shogakko e Chuggako

A formação no Chugakko garante mais possibilidades no futuro! Após a formação no Chugakko no Japão, a maioria dos alunos ingressa no Kotogakko (relativo ao antigo colegial do Brasil). Uma outra parte ingressa nas escolas profissionalizantes ou nas escolas de especialização em curso comum ou curso superior. Há também aqueles que arranjam um emprego e vão trabalhar.

Para imprimir, arquivo em PDF – aqui

*****************************

 

Guia Escolar – Procedimento para matricula em escola japonesa

 

(1)  O Sistema Educacional
1) O Sistema Educacional
Organograma Escolar Japonês
Educação na pré escola (tradução literal para “sobre a educação anterior ao ingresso escolar”)
É realizada nos jardins da infância para crianças a partir dos 3anos de idade completos até a idade de entrada no 1º grau.
Sobre a educação obrigatória
A educação obrigatória é realizada nas escolas de ensino fundamental e escolas especiais para pessoas portadoras de deficiência***, para crianças entre 6 e 15 anos de idade completosdurante 9 anos. No Japão, as escolas para portadores de deficiências sãodivididas em:
1) Escolas para portadores de deficiência visual;
2) Escolas para portadores de deficiência auditiva;
3) Escolas para portadores de deficiência sensorial e intelectual e uma parte dos                                   portadores de deficiência motora
Sobre a educação fundamental ( Shogakko* e Chugakko** ) e Ensino Médio (Kotogakko*** )
No Shogakko, é possível a matrícula de crianças a partir de 6 anos de idade completos por 6 anos consecutivos. Uma vez formados no Shogakko, é feita a matrícula no Chugakko, por mais 3 anos. O Kotogakko (colegial), que é dividido em cursos comuns e profissionalizantes, é para as pessoas que terminaram a educação obrigatória. Também é realizada a educação de crianças portadoras de deficiência em escolas do Shogakko e Chugakko com classes e salas de aulas especiais. Nesses locais, é oferecida uma educação individualizada para cada tipo de deficiência.
Nas escolas públicas do Shogakko e Chugakko especiais para portadores de deficiência, a educação é gratuita.
Sobre o ensino superior
O ensino superior é realizado principalmente nas faculdades e Universidades de curto e longo período. Essas instituições profissionais e de alto nível, comumente, ensinam por 4 anos em faculades de longo período e 2 anos nas de curto período. Já a pós-graduação (de 2 a 5 anos de duração), é realizada em faculdades de pós-graduação, instituições que oferecem cursos de níveis acima dos do ensino superior.
Além disso, existem as escolas profissionalizantes (normalmente com duração de 2 anos), onde são ensinadas técnicas necessárias de aprimoramento profissional.
* relativo ao antigo primário do Brasil
** relativo ao antigo ginásial do Brasil
*** relativo ao antigo científico do Brasil
2) Conteúdo educacional
Currículo educacional
O que é ensinado nas escolas é definido pelo Guia de Orientação do Ensino, expedido pelo Ministério da Educação, Ciências e Tecnologia. Baseadas nesse guia, as escolas montam sua grade curricular para cada matéria, Educação Moral, Atividades extracurriculares e o ensino em geral.
Sobre o currículo de ensino
No Shogakko, durante o horário de aula são ministradas as matérias de Língua Japonesa, Matemática, Ciências, Vida Cotidiana, Música, Marcenaria e Desenho, Tarefas Domésticas e Educação Física, mais Educação Moral e Atividades extra-curriculares.
No Chugakko, durante o horário de aula são ministradas as matérias de Língua Japonesa, Matemática, Ciências, Música, Educação Artística, Educação Física e Saúde, Técnicas, Tarefas Domésticas e Língua Estrangeira, mais Educação Moral e Atividades extra-curriculares. A língua estrangeira ensinada por padrão é a língua
inglesa.
Nas escolas especiais para crianças portadoras de deficiência e em classes e salas de aulas especiais do Shogakko e Chugakko as aulas são em Língua Japonesa.
Sobre os livros didáticos
Os livros didáticos utilizados no aprendizado, no Shogakko e Chugakko e nas escolas para crianças portadoras de deficiência são distribuídos gratuitamente para os alunos a cada novo ano letivo.
No Kotogakko (colegio) e nas escolas para jovens portadores de deficiência, os livros didáticos não são distribuídos gratuitamente pelo Estado (os livros didáticos destinados aos jovens portadores de deficiência do Kotogakko, porém, são pagos pelos governos provinciais).
Havendo a necessidade de outros materiais didáticos exceto os livros, como materiais de auxílio e livros de referência na escola, devem ser pagos (pela família ou responsáveis pelo aluno*).

Avanço para séries e graus superiores
No Japão, não há política de avanço especial de série durante a educação obrigatória. Desde a matrícula escolar no primeiro ano, o aluno cursará todas as séries até o último ano. Terminada a educação obrigatória, caso o estudante queira continuar os estudos, é comum haver uma prova eliminatória.
Sobre o auxílio financeiro ao aprendizado
Quando comprovados pela Secretaria Municipal de Educação e comarcas, os alunos podem receber auxílios financeiros para os materiais didáticos e escolares e a refeição escolar. Mais informações podem ser obtidas na Secretaria Municipal de Educação de cada região.
(2) Professores da rede pública
No Japão, a credibilidade do ensino da rede pública é relativamente alta. Uma das razões seria o nível dos professores. Os professores responsáveis pelo Shogakko e Chugakko são treinados nas instituições do ensino superior.
Conseqüentemente, todos os professores do Shogakko e Chugakko são pessoas que completaram o terceiro grau de pedagogia e tem licença para lecionar. Além disso, os professores da rede pública são efetivados após serem submetidos a um teste de seleção preparado pela Secretaria Provincial de Educação.
Após isso, há também vários cursos suplementares, onde o educador tem a oportunidade de aprimorar ainda mais seus recursos pedagógicos.

(1) Procedimentos necessários para a matrícula (transferência escolar) no Shogakko e Chugakko

1) Procedimentos na prefeitura
O responsável primeiramente deve ir à prefeitura. A princípio, deve se realizar o registro de estrangeiro. Em seguida, diga ao atendente que tem a intenção de matricular a
criança numa escola japonesa.
Preencha o (1) [Formulário de requerimento de matrícula de aluno estrangeiro] ou o [Informativo Escolar] (somente na primeira matrícula escolar). Depois de alguns dias, a Secretaria Municipal de Educação enviará o (3) Certificado de aprovação de matrícula de criança estrangeira.
Verifique o nome da escola indicada (em alguns casos, o certificado pode também ser expedido na mesma hora).
2) Procedimentos na escola
O responsável deverá, portando o (4) Certificado de aprovação de matrícula de criança estrangeira, ir à escola junto com a criança. Nesta oportunidade, converse com o professor sobre a vida escolar.
Em princípio, não há distinção de tratamento entre os alunos estrangeiros e japoneses.
Na escola japonesa, a série escolar é definida sempre pela idade (crianças nascidas entre o dia 2 de abril até 1 de abril do ano seguinte estudam na mesma série). Consequentemente, em casos de estrangeiros, a criança entrará na série a ser relativa à sua idade e poderão haver casos em que a série a ser cursada não siga a ordem do país natal.
Porém, devido à não proficiência na língua japonesa, caso seja constatado que a criança não conseguirá seguir as matérias ministradas, poderá ser decidida uma retroação temporária da série a ser cursada.
Além da escola indicada na região, é possível trocar a escola por outra com um trabalho de ensino da língua japonesa mais aperfeiçoado. Para isso, consulte a Secretaria Municipal de Educação mais próxima de sua casa.
3) Documentos necessários para a matrícula na escola
Ao ir à escola, leve os documentos de demonstração de escolaridade (certificado de freqüência escolar, boletim escolar, etc.)
Na escola, serão esclarecidos os seguintes itens:
a) • Educação recebida antes da transferência
Tempo previsto de permanência
Série cursada no país de origem (anos de estudo)
Circunstância de uso da língua japonesa da criança e da família
b) • Nome da criança e dos familiares
Data de nascimento
Endereço atual
Estrutura familiar
Modos de contato (em caso de emergência, local de trabalho,
tradutores, etc.)
Como será o caminho de ida e volta para a escola
Condições de saúde (histórico de doenças, acuidade visual,
acuidade auditiva, doenças crônicas, hábitos alimentares)16
(2) Procedimentos para transferência escolar dentro do Japão
Ao mudar de endereço dentro do Japão, é necessário fazer a mudança de escola. O responsável deverá ir à escola atual com o [Relatório de transferência escolar] ( o nome deste relatório poderá ser diferente, dependendo da Secretaria Municipal de Educação), e receberá o [Certificado de Escolar idade] e o [Kyoukayou Tosho Kyuuyoshoumeisho] (não é necessário parar de ir à escola). Depois disso, os registros de aproveitamento escolar serão enviados da escola atual à escola para a qual o aluno será transferido.
Ao se mudar para outra cidade, é necessário efetivar o [Registro de Estrangeiro], ocasião em que receberá o [Comunicado de Transferência Escolar] ou o [Certificado de Aprovação de Matrícula Escolar] para ser entregue na escola para a qual o aluno será trasferido. Ao comparecer à escola, entregue também o [Certificado de Escolaridade] e o [Kyoukayou Tosho Kyuuyo shomeisho].
A Secretaria de Educação e as escolas do Japão se comunicam com sincronismo e rapidez. Para realizar a transferência escolar, não deixe de consultar a Secretaria de Educação ou a escola.

(1) O dia-a-dia na escola

A quantidade de horas de aula e o horário de encerramento, mudam de acordo com o dia da semana e a série cursada. A sexta série tem de 5 a 6 horas de aula por dia (sendo que cada aula comumente dura 45 minutos no Shogakko e 50 minutos no Chugakko). Sábados e domingos são feriados escolares.
No Shogakko, as aulas são centralizadas no professor encarregado. No Chugakko, os professores mudam de acordo com a matéria ministrada.
Hora da refeição escolar
No Shogakko e Chugakko, na maioria das vezes, a refeição normalmente é considerada uma parte da educação escolar. Durante a refeição escolar, as crianças servem os colegas uns aos outros, recolhem a mesa e criam hábitos alimentares sadios baseados em alimentação balanceada enquanto desenvolvem um relacionamento social agradável, criando vários meios para se levar uma vida saudável.
Uma parte do valor da refeição escolar é relativa aos alimentos utilizados. Esse valor pode variar entre 3.500 a 4.500 ienes por mês e deverá ser arcado pelos pais ou responsável.
Há também algumas escolas do Chugakko que não servem a refeição escolar.
Hora da limpeza
Nas escolas japonesas, as crianças devem manter sempre limpas e arrumadas as salas de aula e o pátio da escolas que utilizam.
Atividades extra-curriculares
As crianças que desejarem, podem participar de atividades esportivas e culturais após o horário de aula.

(2) O ano letivo
O ano letivo do Japão começa no mês de abril e termina no mês de março. O ano letivo está dividido em três períodos (chamados Gakki). Cada período tem eventos escolares específicos (o exemplo abaixo corresponde aos três períodos de um ano escolar. Nomes, forma de execução, tempo etc., são diferentes em cada região e ou cada escola):
Ichigakki (Primeiro período) de abril a julho

Cerimônia de início das atividades escolares (abril)
Evento que dá início ao primeiro período.
Cerimônia de ingresso na escola (abril)
Evento que parabeniza o ingresso dos alunos do primeiro ano na escola. Os alunos e os pais e responsáveis comparecem à cerimônia
vestindo trajes apropriados.
Medição corporal e exame médico periódico (entre abril e junho )
Medição da altura, peso, altura da base do quadril à cabeça do aluno.
Exame de saúde do aluno.
Excursão estudantil (Shugaku ryoko*)
Excursão realizada principalmente por alunos do último ano, com todos os colegas da sala de aula.
Excursão (Ensoku*)
Viagem ao campo, realizada com a intenção de ensinar, fora da escola, coisas que não podem ser aprendidas dentro de uma sala de aula, como aspectos dos recursos naturais, históricos e culturais.
Visita dos responsáveis à sala de aula • mesa redonda entre os alunos
São oportunidades onde os responsáveis poderão assistir a aula dentro da classe e trocar informações com os professores sobre o dia-a-dia do aluno na escola e em casa.
Cerimônia de encerramento das atividades escolares (julho )
Evento que encerra o primeiro período.
Férias de verão
Férias escolares com 30 a 40 dias de duração.
Conforme a vontade dos alunos, há a possibilidade de haverem atividades extra-curriculares e classes especiais.
* Em português, a mesma palavra “excursão” é utilizada para traduzir os dos
tipos de excursão escolar do Japão, o “ shugaku ryoko ” e o “ ensoku ”.
Nigakki (segundo período ) de setembro a dezembro

Cerimônia de início das atividades escolares (setembro )
Evento que dá início ao segundo período.
Gincana • Torneio estudantil
Eventos onde os alunos se confraternizam em corridas de curta distância ou com revesamento, bola-ao-cesto ou dança ou torcendo pelos alunos da classe. Dependendo da escola, pode ser aceita a participação dos familiares em diversas atividades.
Apreciação de peças musicais ou teatrais
Apreciação de artes reconhecidas, visando o enriquecimento espiritual.
Apresentação artística e cultural
Eventos onde são apresentados trabalhos realizados nas aulas de marcenaria e desenho, técnicas, trabalhos domésticos e trabalhos
de estudos sociais e ciências, execução de instrumentos musicais e canto coral, teatro, etc.
Cerimônia de encerrramento das atividades escolares (dezembro)
Evento que encerra o segundo período.
Férias de inverno (final de dezembro a início de janeiro)
Tem aproximadamente 2 semanas de duração e é comparativamente, um feriado curto.
Sangakki (terceiro período) de janeiro a março
Cerimônia de início das atividades escolares (janeiro)
Evento que dá início ao terceiro período.
Cerimônia de formatura (Março)
Evento que congratula a formatura dos alunos do último ano.
Cerimônia de encerramento (Março)
Evento que encerra o terceiro período e o ano letivo.
Férias de primavera ( final de março a início de abril )
Com a cerimônia de encerramento, começam as férias de primavera. Ao fim desse período, o aluno passa de ano e, a partir de abril, inicia seus estudos no novo ano letivo.
Feriados nacionais
Todo o povo japonês celebra, agradece e comemora essas datas, que são feriados escolares.

(3) Avaliação
Ao fim de cada período, a escola informa as notas e a vida escolar do aluno à família nos boletins.
(4) Regras
Para que cada um possa ter uma vida alegre e saudável com segurança, a escola tem várias regras.
No Shogakko, não existem normas para vestuário e objetos portados. Nas aulas de educação física, porém, as roupas normalmente são trocadas por uniformes de educação física, que facilitam os movimentos.
Já no Chugakko, são muitas as escolas que adotam regras diferentes para vestuário. São usados calçados que permitam andar e mover-se com facilidade. Outro detalhe é que, seguindo o costume japonês, a maioria das escolas adota a troca do calçado para o “Uabaki”, para uso dentro do prédio escolar.
Em praticamente todas as escolas é proibido o uso de esmaltes, brincos e outros acessórios. Não é possível comprar ou comer lanches na escola.
(5) Saúde e Segurança
Na escola, a saúde e a segurança do aluno são muito importantes. Caso o aluno adoeça ou se machuque, são feitos os primeiros socorros na enfermaria, e em caso de necessidade, o hospital e a família são comunicados. Além disso, são feitos exames de saúde periódicos, conforme previsto na lei.
Enfermaria
Caso o aluno adoença ou e machuque, o professor assistente-social presta os primeiros socorros na enfermaria e, havendo necessidade, o hospital e a família são comunicados. Além disso, o professor-assistente social ensina e presta consultas sobre cuidados com a saúde e higiene.
Exames periódicos de saúde
Para examinar as condições de saúde do aluno, são feitos testes e exames médicos. A partir desse resultado, são aconselhados tratamentos e cuidados com a higiene.
Testes realizados na escola
Medição da altura, peso, medição da base do quadril à cabeça, acuidade visual, acuidade auditiva, tuberculose, eletrocardiograma, exame de urina e verminológico (dependendo da série escolar, há exames que não são realizados).
Exames feitos pelo médico escolar residente Clínica geral, oftalmologia, otorrinolaringologia e odontologia.
Vacinação
Há casos em que a vacinação é opcional na escola. Nesse caso, é necessário preencher e carimbar (ou assinar) o questionário de Vacinação fornecido pela escola. A vacinação será feita pelo médico seguindo esse Questionário de Vacinação.
Difteria, Tosse Comprida, Tétano, Encefalite Japonesa.
Associação Governamental Independente “Centro de promoção dos esportes do Japão ( Fundo Mútuo de Socorro a Catástrofes )”
Para prover os alunos em caso de acidentes e machucados, foi criada a Associação Governamental Independente “Centro de promoção dos esportes do Japão ( Fundo Mútuo de Socorro a Catástrofes )”. Uma parte do fundo é paga pelos responsáveis do aluno.
(6) Cooperação família-escola
Na escola, há uma reunião chamada [ PTA ], entre professores e responsáveis que, juntando forças, dão o suporte ao avanço harmonioso da educação.
Os responsáveis e os professores juntam esforços em atividades como excursões à natureza e orientação de segurança na ida e volta da escola.

 

(1) Consultoria educacional da escola
Nas escolas japonesas, há um conselho educacional onde pais ou responsáveis ou professores conversam sobre as crianças. É aconselhável que este serviço seja utilizado para resolver problemas relativos à vida escolar, por exemplo, maus-tratos (ijime), ausência escolar, ingresso em séries superiores, etc.
Em caso de necessidade, é aconselhável a mediação de um intérprete.
Geralmente, o conselho educacional da escola funciona da seguinte maneira:
1. Visita ao familiares
O professor responsável visita a casa da criança, onde conversam sobre o comportamento dela na casa e na escola. Há escolas que não realizam essa visita.
2. Associação dos pais
Os responsáveis vão à escola para conversar com o professor responsável e o diretor. Mais do que para consultas individuais, a discussão é centralizada em problemas ligados ao corpo de alunos como um todo.
3. Entrevista individual
Comumente, a própria criança ou seus responsáveis conversam ou consultam o professor responsável ( há casos em que a conversa une a criança, os pais e o professor responsável).
É uma boa chance para consultar sobre dificuldades ou problemas individuais do aluno. A entrevista individual é realizada em horário pré-determinado, que será informado antecipadamente pelo professor responsável. Dependendo da escola, quando solicitado pelos pais ou responsável, será considerada a possibilidade de ajustar esse horário
à sua conveniência ou disponibilizar um intérprete.
(2) Consultoria educacional extra-escolar
Também existem consultorias educacionais para as crianças fora da escola. Consultas sobre a escola e a educação de apoio especial, maus-tratos (ijime), ausência escolar, etc., podem ser feitas nos balcões de atendimento das secretarias de educação provinciais e municipais.
● Secretarias de educação provinciais e municipais
O Shogakko e o Chugakko são sistemas geridos pelas secretarias de educação municipais e as escolas públicas do Kotogakko e escolas para portadores de deficiência são sistemas geridos pelas secretarias de educação provinciais. Conseqüentemente, a consultoria sobre dúvidas relativas a cada sistema, em princípio, é realizada na
respectiva secretaria de educação.
Além disso, é possível aconselhar-se diretamente nos balcões gerais específicos para estrangeiros em cada prefeitura e sede do governo estadual, onde se atende em inglês, chinês, português, espanhol, etc.
● Consultas sobre auxílio financeiro escolar
Para consultoria de casos de pessoas com dificuldades financeiras em relação à escola, o balcão de atendimento é a secretaria de educação municipal.

Para imprimir, arquivo em PDF  aqui

Fonte: Ministerio da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia do Japão

Leia também Espaço Educar: Tirando dúvidas sobre creches no Japão! Brasileiros contam suas experiências… 


Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=448

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »