«

»

out 23 2012

Imprimir Post

Dicas para quem trabalha no Japão! O que podemos fazer para melhorar nossa adaptação no Japão!

Ninguém gosta de “ouvir” ou “ler” sobre regras, normas e procedimentos. Encare  este artigo como “pequenas e preciosas dicas para melhorar sua vida e suas relações interpessoais no trabalho no Japão”, onde você só tem a ganhar.

Vivemos nosso cotidiano participando de vários GRUPOS: família, amigos, escola, trabalho, time de futebol, cursos, esportes, lazer, etc. Este relacionamento pode ser muito enriquecedor e gratificante, porém pode também trazer insatisfações, frustrações e até stress.

Viver no Japão significa viver dentro dos costumes, tradições e valores da cultura japonesa e isto nem sempre é fácil para algumas pessoas. A adaptação às novas condições culturais pode ser rápida ou longa, dependendo da pessoa e do ambiente, estímulos, motivação e força de vontade.

O local de trabalho, onde passamos a maior parte de nosso dia, requer um esforço e dedicação mais emergente para convivermos com harmonia e com o mínimo de stress possível. Conhecer um pouco mais as tradições milenares, os costumes japoneses ajudará você a melhor se adaptar e também a “enxergar” o ponto de vista do povo japonês com “outros olhos”, facilitando o seu dia a dia em todos os ambientes e grupos que você está interagindo. Quanto mais adaptado estiver ao sistema japonês, menos serão relevantes as diferenças de valores culturais, dando oportunidade para que os japoneses reconheçam seu trabalho em primeiro plano.

Pense assim: um(a) novo(a) namorado(a). Inicialmente são duas pessoas de “mundos diferentes” com experiências, pensamentos, ideais, convicções ainda desconhecidos um pelo outro. A convivência fará com que um compreenda melhor outro, conhecendo os seus costumes e valores, se adaptando às diferanças, aceitando a opinião do outro sem desmerecer a sua própria posição ou linha de pensamento. O equilíbrio e a harmonia surgem desta interação.

Lendo o artigo  O que nos falta é cooperação: me dê sua mão, pois juntos somos mais fortes (leia aqui), me perguntei: O que falta para nós brasileiros melhorarmos nossa adaptação à cultura japonesa?  Muitas respostas:  falta informação, falta orientação,  falta esclarecimentos, falta incentivo e motivação, falta cooperação.

O texto abaixo é a colaboração de Roberto Tuji, morador de Toyota, há mais de 20 anos de Japão, já morou em várias regiões e realizou diversos trabalhos e empreendimentos.  Ele fala um pouco da experiência destes anos que vem aprendendo todo dia convivendo com brasileiros, japoneses e estrangeiros em geral.

************

“Pequenas e preciosas dicas para melhorar sua vida e suas relações interpessoais no trabalho no Japão” 

Como ser aceito pelo grupo – 11 passos Texto de Roberto Tuji

Os japoneses apreciam muito o esforço do ser humano,  que nós conhecemos por “ganbare”, mas somente esse “ganbare” não é suficiente pra você ser aceito pelo grupo, ele é apenas um dos elementos.  Abaixo, sob meu ponto de vista, seguem os itens necessários pra ser aceito por um grupo, tanto no trabalho como em qualquer outro ambiente.

1 – Procurar conhecer a cultura local (festivais, mitologia, contos antigos, etc. ex: Momotarou, Amaterasu).

2 – Respeitar os funcionários mais velhos, não somente pela idade, mas pelo tempo de casa (existem costumes dos japoneses respeitarem as pessoas mais velhas no ambiente de trabalho, mesmo que não sejam de sua seção, e se você não respeitar isso não será bem visto por eles).

 

 

3 – Pedir desculpas pelas suas falhas, e deve ser bem sincero com a sensação de arrependimento profundo, jamais cometa a mesma falha duas vezes (quem comete duas vezes o mesmo erro, comete três). A moral com os japoneses é só uma, perdeu não tem mais chance.

Gomennasai - pedido de desculpas

4 – Dar sempre as saudações de bom dia, boa tarde, boa noite, (Ohayou gozaimasu/おはようございます、osakini shiturei shimasu /お先に失礼します、otsukaresamadeshita/お疲れ様でした、   mata ashita / また明日、arigatougozaimasu/ ありがとうございます, etc).

Cumprimento - Ohayou gozaimasu - Bom dia!


5 – Procurar aprender a ler e a escrever nihongo (esforçar-se constantemente para isso, afinal eles admiram muito as pessoas que dominam a arte da escrita de kanji).

Estudar nihongo, ler e escrever, além da conversação

6 – Fazer o seu serviço o melhor que você puder, não enrolar jamais.

7 – Ser produtivo mesmo nos mínimos serviços.

8 – Procurar fazer amizade com os japoneses no ambiente de trabalho, e não ficar somente nos grupinhos de brasileiros.

9 – Não falar mal de ninguém com outras pessoas, tanto dos japoneses como de brasileiros.

10- Procurar utilizar os termos mais polidos referirndo-se aos superiores ou mesmo com os japoneses de  mesmo nível ao seu, e eles notarão que você possui um grande respeito e conhecimento da língua e da cultura.

11- Não dar desculpas e nem acusar outra pessoa quando um superior lhe chamar a atenção, mesmo que não tenha sido seu o erro.

 

Bem, nesse item temos um grande choque cultural e provavelmente um estrangeiro irá se defender ou se desculpar imediatamente, coisa que um japonês dificilmente faria.  Quando um estrangeiro responde ao superior japonês, esse fica, na maioria das vezes sem ação, pois não esperava tal reação. O japonês pode relevar essa ação ou na pior das hipóteses, considerar uma enorme falta de educação e respeito à hierarquia do trabalho e com a freqüência disso, o funcionário vai sendo afastado gradativamente do grupo ficando na lista negra da empresa.

 

Acrescentaria ao texto de Roberto mais alguns itens:

 

 

Roberto Tuji escreve  no Blog sobre a cultura e língua japonesa, os costumes do povo japonês e os choques culturais existentes entre estrangeiros e japoneses, design, inovação, criatividade e experiência de 20 anos na terra do sol nascente. Acesse o Blog do Roberto Tsuji. No Facebook, Roberto administra um grupo aberto  Cultura, Língua e História do Japão, onde os membros trocam idéias, experiências, dicas, conhecimentos, curiosidades, enfim mais uma forma de interação com a cultura japonesa.

 

Leituras recomendadas:

Para os trabalhadores estrangeiros no Japão – está com problemas relacionadas às condições de trabalho?         Arquivo em PDF – material de divulgação do Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar traduzido em português .                             Link http://www-bm.mhlw.go.jp/new-info/kobetu/roudou/gyousei/kantoku/dl/040330-2.pdf

Panfleto sobre Legislação Trabalhista Arquivo em PDF
Elaborado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social do Japão e traduzido par ao português.                            Link   http://www.mhlw.go.jp/bunya/koyou/gaikokujin14/dl/portuguese3.pdf
Departamento de Trabalho de Aichi (seção de consulta para trabalhadores estrangeiros)                                                         Curso Preparatório para trabalho aos nikkeis (gratuito), Orientação para escrever um Currículo, Lista de Hello Works com intérpretes. Linkhttp://aichi-foreigner.jsite.mhlw.go.jp/portugues_page.html

Para as pessoas que estão desempregas à procura de emprego  – Site do Ministério do Trabalho                                         Lista Hello Work com interpretes – Itinerante de Assistência de empregos para estrangeiros                                                             Link  http://www.mhlw.go.jp/bunya/koyou/gaikokujin14/index.html

 

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=500

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »