«

»

ago 08 2011

Imprimir Post

Informe-se um pouco mais sobre radioatividade, seus efeitos e precauções!

Radioatividade e usinas nucleares não eram assuntos de interesse geral da comunidade brasileira no Japão. Após dia 11 de março, depois do terremoto, tsunami veio a possiblidade de acidente nuclear, todos procuraram fontes de informações para se orientarem, pois os MITOS sobre o assunto, apavoraram japoneses e estrangeiros no arquipélago.

Para muitos que ainda não tiveram oportunidade de saber um pouco mais sobre os efeitos da radiação, abaixo postamos o link do Governo brasileiro orientando sobre o assunto. Também transcrevemos o texto editado no Guia do Japão 2011 pela IPC digital (edição de abril2011), através da orientação do Dr. Raul Ortega, Ph.D.Medicina Reprodutiva inkamed@yahoo.com   Postamos também vídeos referentes ao assuntos, que explicam de forma simples e clara sobre a radiação e poderá esclarecer algumas dúvidas sobre o assunto.

Orientações Gerais à população brasileira no Japão – CNEN

Esta cartilha foi elaborada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN),  do Brasil, para ajudar os  brasileiros residentes no Japão a se protegerem caso haja uma elevação significativa no nível  de radiação em território japonês. Sãomedidas  que qualquer um  pode tomar em  casa, no local de trabalho ou mesmo quando houver necessidade de algum deslocamento. A elevação dos  níveis  de radiação só  pode ser percebida com  equipamentos  apropriados.  Portanto, é de extrema importância ficar atento a rádios, jornais, internet, televisão, carro de som, ou qualquer outro meio de comunicação quepossa ser usado pelas autoridades japonesas para passar informações e instruções de segurança à população.  Seja qual for a realidade apresentada, manter a calma é fundamental para melhor se planejar e seguir instruções de segurança. Em caso de dúvidas, pergunte sempre a quem poderá dar informações confiáveis. Evite acreditar em ações sugeridas porcuriosos. A CNEN está à disposição,  por meio do e‐mail: sec.drs@cnen.gov.br ou tel.: (005521) 21732302  ou (005521)21732380.A Embaixada do Brasil está atenta e mantém plantão pelo e‐mailcomunidade@brasemb.or.jp– e, em casos de emergência, a chamadas pelo telefone: discado de fora do Japão + 813 3404‐5211, do Japão (03) 3404‐5211.             Leia mais …

O governo brasileiro também mantem um link atualizando notícias do Japão, aos brasileiros que moram no arquipélago aqui

Desastres Naturais – Radioatividade – IPCdigital

A radioatividade é um fenômeno físico produto no núcleo de certos elementos químicos como urânio e plutônio, que permite transformar-se em núcleos de outros elementos gerando energia (energia nuclear), emitindo partículas de energia cinética, alterando a energia de seus elétrons (raio X), e de seu núcleo (raios gama).
A energia nuclear é largamente aplicada na medicina, temos trtamento à base de cobaltoterapia, gammagrafia, radioterapia, raios X, etc.

Efeitos da radiação nuclear no ser humano:
Radiações ionizantes.
São produzidas na natureza, nas substâncias radioativas de geradores artificiais (aceleradores de partículas, raio X). Por volta de 80% da exposição destas radiações são de fontes naturais, e em quantidades excessivas, podem fazer mal à saúde, estão presentes nos:
(1) Raios ultravioleta UVA e UVB
(2) Raios X
(3) Raios Gama
(4) Raios Alfa
(5) Raios Beta
(6) Radiações cósmica

Radiações não ionizantes.
São ondas que se emitem alterando os elétrons sem extrair as suas partículas.
(1) Microondas, ondas de telecomunicações, fornos microondas e TV
(2) Raios infra-vermelhos
(3) Ondas de rádio AM-FM
(4) Ondas curtas ou ondas de baixa frequência
(5) Banda larga
(6) Radiações eletromagnéticas (telefones celulares)
(7) Radiações térmicas que produzem correntes altas e causam calor
(8) Radiações não térmicas que produzem correntes baixas.
(9) Radiações óticas, altera os elétrons e provoca efeitos fotoquímicos
(10) As radições óticas podem agredir o olho provocando fotoretinitis, queimadura de retina, fotoconjuntivite, fotoqueratite e provocar cataratas.

Forma de contaminação
(1) Aspiração
(2) Inalação
(3) Pele

Exposição
Para avaliar os efeitos da radiação na saúde devemos considerar 4 aspectos:
(1) A dose ou a intensidade de radiação recebida
(2) O tempo de exposição à radiação
(3) A distância da fonte radiante
(4) O tipo de tecido afetado e sua capacidade de absorção, por exemplo, o sistema reprodutivo pode absorver até 20 vezes mais radiação do que a pelel.

As doses de radiação e o efeito na saúde.
(1) 9mSv/ano é a quantidade que você absorve dentro de um vôo de Nova Iorque a Toquio pela rota polar
(2) 20mSv/ano – este é o limite permitido para os trabalhadores da indústria nuclear.
(3) 100mSv/amp, este é o limite, acima disso pode provocar cancer.
(4) Até 250mSv/ano, não há lesão imediata detectável
(5) 350mSv/ano, critério pra evacuar a população após o acidente de Chernobyl
(6) 500mSv/ano, esse nível pode provocar alterações no sangue
(7) 1Sv ou 1000 milisieverts (mSv) em caso de uma dose. As manifestações clínicas serão evidentes. Após algumas horas de exposição, o paciente vai apresentar náuseas e vômitos seguidos de dores de cabeça, diarréia e febre. A quantidade de glóbulos brancos diminuirá, após um breve período sem enfermidades aparente, em questão de semanas aparecerão mais sintomas. Provavelmente a vida será encurtada sem grandes alterações das suas capacidades.

Câncer
(1) O maior risco produzido pelas radiações a longo prazo é o câncer.
(2) Devido a radiação, as células perdem a capacidade de controlas a regeneração celular, o que aumenta o risco.
(3) A incapacidade de regeneração celular provocada pela radiação podem mutilar ou modificar o material genético e seus cromossomos que podem ser passsados para seus descendentes, levando a deformações congênitasleves ou pesadas durantes várias gerações.
(4) Somente doses acima de 100mSv podem aumentar o risco de câncer.
(5) 1Sv aumenta o risco em 5%

Sugestões
(1) Evacuar em caso de estar dentro do raio de 30km em torno da usina nuclear de Fukushima
(2) Não ingerir alimentos e água da região contaminada.
(3) Quandohouver determinação do Ministério da Saúde, ingerir as pastilhas de iodo pra saturar a glândula tireóide, evitando que absorva o iodo radioativo, evtiando o câncer a longo prazo.
(4) Usar máscara que cubra completamente a boca e o nariz
(5) Use camisas de mangas compridas, óculos e lenço na cabeça.
(6) Em caso de chuva ou neve , utilize uma capa descartável e jogue antes de entrar em casa.
(7) Tire a roupa, deposite em um saco e feche hermeticamente ao entrar em casa. Deixe os sapatos fora.
(8) Lave bem as mãos, rosto, cabelos antes de entrar em casa.
(9) Evite sair de casa a não ser que seja absolutamente neceessário.
(10) Mantenha-se atento às informações oficiais sobre o nível de radiação de sua região
(11) Veja diariamente a previsão do tempo e a direção do vento.
(12) Avalie bem as informações oficiais (nacionais e internacionais) antes de tomar alguma decisão importante para não se precipitar
Dr. Raul Ortega, Ph. D. Medicina Reprodutiva inkamed@yahoo.com

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=583

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »