«

»

jun 30 2012

Imprimir Post

Vamos ensinar a criança a se proteger de pessoas mal intencionadas. Comunicado da Polícia de Aichi.

No Japão, as crianças também são vítimas de sequestros, molestamentos ou ações de adultos mal intencionados, por isso é muito importante orientar, informar, ensinar a proteger-se  como também ensinar como procurar ajuda, se necessário.

 Sempre dizemos às crianças: “Não fale com estranhos”, “Não aceites doces, presentes de desconhecidos”, “Não acompanhe pessoas que não conhece”. Mas no dia a dia, muitas “armadilhas” acabando levando as crianças a situações perigosas.

A escola e a polícia orientam crianças, principalmente do curso primário. Os pais também devem reforçar estas preciosas orientações.

É dever de todo adulto, zelar pela proteção das crianças. É dever dos pais, sempre orientarem e conversarem com seus filhos. É dever da escola e da sociedade, eliminar se possível, todas as inconveniências que podem ser causadas a uma criança.

A orientação abaixo, é feito pela Polícia de Aichi, porém válido para todo o território japonês. Foi publicado no site do Nagoya International Center, com o objetivo de esclarecer todos os estrangeiros residentes no Japão.

Este selo identifica local seguro para crianças em perigo.

Procure o “Kodomo Hyakutoban no ie” /Casa 110 da criança

O que é? As casas ou estabelecimentos com o selo ao lado, são postos de segurança onde as crianças podem buscar socorro em caso de emergência.  Nas casas ou estabelecimentos com este selo, sempre há alguém no local que possa acolher a criança e efetuar a chamada à polícia.

Normalmente as lojas de conveniências ou estabelecimentos comerciais localizados no trajeto escolar servem de postos de segurança.

Procure caminhar nas redondezas de sua residência junto com a criança para conferir os locais dos postos, conversando e explicando sobre os riscos e de como proceder em caso de emergência.

Outra forma de proteger as crianças, são os alarmes pessoais, chamados “Bohan Buza”. São pequenos alarmes que emitem um som estridente que as crianças podem portar consigo.

Utilização do “Bohan Buza”(alarme eletrônico):

  • O alarme eletrônico deve estar num local de fácil utilização.
  • Deve ensinar a criança o modo correto e quando deve utilizá-lo.
  • Confira sempre se está funcionando, se não está quebrado ou sem bateria e se emite o som estridente.
  • O mais importante de tudo, é a própria criança ter consciência dos perigos que a cercam
  • Na falta de alarme eletrônico poderá ser usado um apito com um cordão para colocar no pescoço, ou mesmo junto do chaveiro.

Procure fazer a criança cumprir os seguintes ítens:

  • Não ir com pessoas estranhas.
  • Estar sempre junto com amigos, não ir sozinho.
  • Avisar sempre! Avisar sempre antes de sair ou caso aconteça alguma coisa.
  • Gritar por socorro! Gritar por socorro caso esteja sendo levado por estranhos.
  • Fugir! Se sentir medo, fugir imediatamente.
  • Pequenos cuidados podem evitar grandes arrependimentos.
  • Quando estiver sozinho em casa, não atender abrir a porta para estranhos.
  • Quando estiver sozinho em casa, não falar no telefone que está sozinho.
  • Não ensinar para estranhos os horários dos pais em casa, no trabalho.
  • Não ensinar número de telefone ou e-mail para estranhos.
  • Se algum estranho vier buscar na escola, fale com a professora primeiro.
  • Quando for brincar fora de casa, marcar horário de retorno, certificar-se de que não ficará sozinho na rua ou no parque.
  • Desconfie de todo adulto que se aproxima demais para perguntar as horas, uma indicação de rua ou loja, principalemente se está de carro.
  • Converse sobre privacidade na internet, não fornecer dados, telefones, fotos para pessoas desconhecidas e que se dizem”amigos virtuais”.
  • Não aceitar oferendas, doces, presentes de pessoas estranhas ou desconhecidas.
  • Não permitir que estranhos tirem fotografias das crianças sem autorização dos responsáveis, familiares ou professores
  • Pedir sempre para a criança conversar e contar os fatos do dia, pessoas com quem encontrou, algo diferente que aconteceu.

Abaixo um exemplo de folheto de orientação às crianças:

O cartaz acima é divulgado pela Polícia de Kagoshima, e contem orientações muito importantes. O titulo é IKA NO OSUSHI. Na realidade, são as iniciais dos principais cuidados que todas as crianças devem ter. Como está em japonês, vamos traduzir cada quadrinho, para melhor esclarecimento:

 

A Polícia da província de Aichi, divulga o texto abaixo:

Se acontecer  de um estranho se aproximar de seu filho com presentes, convites ou “conversa fiada”, comunique imediatamente a escola.
No Japão, as escolas orientam os pais e a comunidade local para tomarem cuidado com pessoas mal intencionadas circulando nas redondezas das escolas e moradias.
Se você estiver na rua e perceber uma situação suspeita entre uma criança e um adulto, só pergunte: Daijobu? ou então,cumprimente: Ohayou gozaimasu! Se houver segundas intenções do adulto, ele logo se afastará.

Fonte: Policia de Aichi, Policia de KagoshimaNagoya International Center

 

 


Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=682

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »