«

»

abr 15 2011

Imprimir Post

Aprendendo mais sobre cólicas menstruais: sintomas, cuidados, tratamentos

As mulheres de um modo geral um dia já passaram por cólicas menstruais, muitas ainda sofrem com frequência, e os sintomas variam de pessoa para pessoa. Existem vários tipos de cólicas, para você identificar qual é o seu caso, leia o artigo abaixo. No caso de dúvidas, seria recomendável procurar um especialista. Além da medicação receitada pelo hospital, existem milhares de “dicas” para aliviar os sintomas, desde chás, massagens, exercícios, simpatias e muito mais. Abaixo foram selecionados algumas dicas para combater a cólica menstrual. Também encontramos na internet, algumas receitas de chás caseiros que poderão ajudar a aliviar as inconfortáveis dores, que muitas vezes, são motivos para faltarem ao trabalho ou às aulas.

Cólicas: tipos, sintomas e tratamentos!
Fonte: Katia Neves, publicado em 03/02/2011 Mde Mulher
Preste atenção aos sintomas da cólica: febre, sangramento exagerado e dor durante o sexo podem indicar um problema de saúde.
São poucas as mulheres que nunca reclamaram de uma cólica menstrual. Mas quando a dor é intensa e vem acompanhada de sintomas como dor na relação sexual, fluxo muito intenso, corrimento ou febre, é sinal de que pode haver um problema mais grave. Saiba como identificá-lo e procure o melhor tratamento já!
Conheça os tipos de cólicas: •Cólica por má posição do útero •Cólica por estenose cervical •Cólica de origem neurológica •Cólica menstrual •Cólica de ovulação •Cólica de mioma •Cólica de endometriose •Cólica de doença inflamatória pélvica.
Adenomiose
Sintomas: Dor intensa e contínua no baixo ventre, que começa antes da menstruação e diminui progressivamente. O fluxo menstrual também tende a ser mais intenso (como uma hemorragia) nos primeiros dias do ciclo.
Como aliviar: É preciso tomar analgésicos e anti-inflamatórios sob orientação médica.
Para não ter mais: O tratamento vai desde a administração de medicamentos hormonais para conter a progressão da doença até a retirada total do útero.
Cólica por má posição do útero
Sintomas: Trata-se de uma cólica parecida com uma câimbra no baixo ventre. É uma dor aguda que ocorre de três a quatro dias antes do fluxo e vem acompanhada de constipação intestinal, que costuma melhorar após a menstruação. “O incômodo surge a cada cinco minutos e depois vai se espaçando”, explica Berenstein.
Como aliviar: Fique deitada de bruços durante o tempo em que estiver sentindo a cólica e tome anti-inflamatórios para inibir a ação da prostaglandina.
Para não ter mais: É preciso recolocar o útero na posição normal por meio de um procedimento clínico chamado manobra de Schultze.
Cólica por estenose cervical
Sintomas: O incômodo começa com a chegada do fluxo. A sensação é de pressão sobre o baixo ventre, como se a mulher estivesse com a bexiga cheia. A dor é intermitente (vai e volta) e costuma durar aproximadamente dois dias.
Como aliviar: Os médicos indicam o uso de anti-inflamatórios.
Para não ter mais: Só com tratamento clínico que estimule a dilatação do colo do útero.
Cólica de origem neurológica
Sintomas: Sensação de peso e dor que vai e volta do baixo ventre para as pernas e irradia dos glúteos até o joelho. A cólica costuma durar todo o período do fluxo.
Como aliviar: Com repouso e o uso de analgésicos sob orientação médica.
Para não ter mais: Um tratamento à base de injeções de corticóide e doses de vitamina B12 resolve o problema.
Cólica menstrual
Sintomas: Um “aperto” no baixo ventre, de intensidade variável, que dura cerca de dois dias. A cólica menstrual pode vir acompanhada de náuseas, vômito, indisposição, dor de cabeça e nos seios, dependendo da sensibilidade de cada mulher.
Como aliviar: Com o uso de analgésicos, anti-inflamatórios (para diminuir a ação da prostaglandina) e antiespasmódicos (relaxam a musculatura do útero). Tomar chá de camomila também ameniza a dor, bem como colocar bolsa de água quente na barriga e aquecer os pés.
Para não ter mais: Tomar anticoncepcional pode ajudar, pois a pílula reduz a produção da prostaglandina. No entanto, é preciso consultar um médico para saber se você pode tomá-la. A prática de exercícios físicos aeróbicos, como a corrida, que eleva os níveis de betaendorfinas  e alivia a dor, é recomendada,
assim como a acupuntura.
Cólica de ovulação
Sintomas: Dor aguda que acontece somente de um lado, na parte baixa do abdome. Pode durar apenas alguns minutos ou, em alguns casos, horas, mas costuma ceder após três dias. “Se aparecer do lado direito pode até ser confundida com apendicite, ou mesmo com uma cólica renal”, destaca a ginecologista.
Para não ter mais: Não existe um tratamento porque toda mulher pode experimentar essa dor em alguma fase da vida. Trata-se de uma reação ocasional do organismo.
Cólica de mioma
Sintomas: A dor aparece no baixo ventre, na região lombar, no flanco ou nas pernas. Também há pressão ao urinar, prisão de ventre, aumento do abdome e do fluxo menstrual.
Como aliviar: Tomando antiespasmódicos e anti-inflamatórios. Para não ter mais: É preciso tomar medicamentos hormonais para reduzir a velocidade de crescimento do mioma ou retirá-lo por meio da cirurgia miomectomia. “Em casos mais graves, quando outros tratamentos não surtiram efeito, é preciso fazer uma histerectomia, que é a retirada total do útero, mas reservamos este tratamento apenas para mulheres que já têm filhos”, esclarece Rosa Neme.
Cólica de endometriose
Sintomas: A dor costuma ser intensa, na parte inferior do abdome e na pélvis. Ela aparece antes do início da menstruação e vai piorando durante o fluxo. Também pode se manifestar durante a relação sexual. Quando a doença está em um estágio avançado e atinge outros órgãos, pode haver alterações intestinais durante a menstruação e dor ao urinar.
Como aliviar: Analgésicos, antiinflamatórios e anticoncepcionais podem ajudar, assim como a prática de uma atividade física aeróbica.
Para não ter mais: O tratamento é feito com hormônios ou com a retirada dos focos da doença por meio de uma videolaparoscopia (introdução de uma microcâmera no abdome).
Cólica de doença inflamatória pélvica
Sintomas: Dor contínua na re gião pélvica ou no baixo ventre com febre, secreção vaginal e odor forte. Podem surgir náuseas e vômitos.
Como aliviar: Não é possível fazer nenhum tratamento paliativo. Para não ter mais: Use antibióticos. Casos graves pedem a retirada dos abscessos nas trompas, nos ovários ou na pélvis com cirurgia.

Aprenda 12 maneiras de combater a cólica menstrual

Texto de Katia Deutner, publicado em 30/07/2009, no Ig Delas,

Todo mês é um verdadeiro inferno? Você não está só: há muitas mulheres na mesma situação. Veja como se livrar desse incômodo. Todo mês é a mesma coisa: você nem tem vontade de sair de casa por causa das terríveis cólicas. Pois saiba que algumas atitudes simples podem ajudar a amenizar.                                                    “A dor é provocada pelo aumento de substâncias do útero chamadas prostaglandinas, que promovem as contrações uterinas que acompanham os ciclos menstruais normais”, explica a ginecologista Rosa Maria Neme. Para te ajudar a se livrar deste incômodo, separamos 12 dicas de vários especialistas. Escolha o seu método.

 

1. Tome medicamentos com orientação médica
“Os tratamentos são à base de antiespasmódicos ou com anticoncepcional, caso os sintomas da TPM sejam muito intensos”, comenta o médico Alex Botsaris.
2. Aposte na homeopatia
“Alguns remédios como Lachesis, Sépia, Calcarea Carbônica, Caulophyllum e Chamomilla são indicados para as cólicas, mas a recomendação depende das características de cada paciente”, diz Botsaris.

3. Descanse
“O simples ato de se deitar com a barriga para baixo, apoiada em um travesseiro, comprimindo-a, já ameniza as dores”, diz a fisioterapeuta Deborah Supino.

4. Faça exercícios físicos
Atividades como alongamento, ioga, caminha ou andar de bicicleta ajudam. “Feitos de forma regular e moderada, liberam endorfinas e amenizam as dores”, explica Deborah Supino.
Siga esses exemplos: deite-se de costas, com joelhos dobrados, pés no chão e braços para trás. Ao mesmo tempo, levante os braços para a frente e estique as pernas para a posição sentada. Incline-se para a frente e tente alcançar os pés com os dedos das mãos. Retorne à posição normal.
Outro exercício: fique em pé, de frente para a parede, a uma distância de 30 cm. Cruze os braços na altura dos ombros. Incline a barriga até que toque a parede. Permaneça nesta posição por um minuto, mantendo os calcanhares no chão e os joelhos retos. Retorne à posição inicial.
5. Pratique pilates
“As dores são amenizadas pelo trabalho realizado no centro de força, localizado na região abdominal. O controle respiratório também contribui para a diminuição das tensões que agravam as dores”, argumenta a professora Cristina Abrami. “As aulas nesses períodos devem ser modificadas, diminuindo a intensidade dos exercícios, principalmente os abdominais”.
6. Beba chás
“Prefira ervas como Angélica chinesa, que tem efeito antiespasmódico, agoniada (Himatanthus lancifolius), que age também como analgésica, ou canela, que é utilizada desde a antiguidade no tratamento da cólica”, indica Alex Botsaris.
7. Passe por uma sessão de acupuntura
O tradicional tratamento com agulhas tem efeito analgésico e regula o ciclo menstrual.
8. Use a boa e velha bolsa de água quente
Coloque-a na região lombar e no abdômen. “O calor estimula a irrigação, relaxa a musculatura e ameniza o impacto das contrações do útero”, explica Deborah Supino.
9. Faça uma massagem
A chinesa ou a Ayurvédica possuem pontos que, ao serem apertados, tratam a TPM e as cólicas. O mais usado é um chamado Zi Gong Xué, que fica perto das bordas do púbis.
10. Abuse dos alimentos certos
Alimentos com cálcio (laticínios e vegetais escuros), magnésio (soja, banana, beterraba, aveia, tofu, couve e abobrinha) e gorduras poliinsaturadas (salmão, atum e castanha do Pará) podem te ajudar. “Eles são relaxantes musculares e têm poder anti-inflamatório natural”, orienta a médica ortomolecular Mariana Muniz, especialista em medicina anti-aging.
11. Fuja dos alimentos errados
Esqueça os alimentos ricos em gorduras, pois favorecem uma maior produção de hormônios femininos. Evite ainda os embutidos e as bebidas com cafeína (café, chá preto e refrigerantes).
12. Evite situações estressantes
“Muitas pessoas com dores ficam mais irritadas e perdem a paciência. Para estes casos, recomendo os florais de Bach, que neutralizam a agressividade”, comenta a terapeuta holística Maria Aparecida das Neves. Os mais indicados são Rescue Remedy, Holly e Cherry Plum.

Curar cólica menstrual com exercícios – Dicas

Natália Luis, no site sabetudo, dá as dicas de exercícios:


•  Mexa o corpo, com a mão na cintura, para frente, traz esquerda e direita.
•  Ainda com a mão na cintura, coloque a mão na cintura e faça agachamentos contínuos.
•  Acupuntura pode ajudar muito também, mas isso somente com profissionais.
•  Deite em um colchão na posição reta e de barriga para cima, e comece fazendo o exercício de flexionar e esticar as pernas no mesmo ritmo.
•  Depois de feito o exercício procure tomar um chá bem quente de ervas e se deite.

Chás caseiros para aliviar as cólicas menstruais

Chá de Orégano – Este chá simples, a base de orégano é é uma ótima alternativa para remediar os sntomas das cólicas
  • Ingredientes: 2 xícaras de chá de orégano e 1 xícara de água
  • Modo de Preparo: Ferva a água e, em seguida, acrescente o orégão. Tampe a xícara e deixe abafado por 5 minutos. Não adoce.
  • Posologia: Tome 2 ou 3 vezes ao dia.
  • Fonte: mdemulher
Chá de Camomila -A camomila é um remédio caseiro poderoso que possui propriedades calmantes. Por isso, acalma o sistema nervoso, trata a insônia, cólicas em geral, indigestão e até gases. Pesquisas apontaram a melhora da cólica menstrual com o uso dacamomila.
  • Ingredientes: 1 colher (sopa) de folhas e flores de camomila e 1 litro de água.
  • Preparo: Ferva tudo, coe e beba.
  • Ingerir 3 a 4 xícaras (chá) por dia*
Cuidados. Há quem diga que gestantes e quem tem rinite alérgica não deve beber esse tipo de    chá. Sem cólica menstrual, as mulheres conseguem ter uma melhor qualidade de vida. Os chás  medicinais complementam os cuidados com a saúde da mulher, além de serem saborosos e saudáveis. Chá é  bom para a saúde.
Fonte: mulherdigital
Muitas mulheres sofrem com os sintomas da TPM e para aliviar esse problema nada melhor do que uma receita natural que ajuda a desinchar e ainda combate o nervosismo da tensão pré-menstrual.Veja abaixo duas receitas que prometem aliviar com os sintomas da TPM, e desfrute dos benefícios para a sua saúde.
Mas vale lembrar que nenhuma receita substitui a sua visita regular ao médico para exames  de rotina e avaliações.

Suco Para TPM-  Receita 1:

  • – 3 folhas de agrião  (diurético)
  • – 1/4 de beterraba (rica em magnésio, regula a serotonina)
  • – 1 fatia de abacaxi  (estimula a digestão, diurético)
  • – 1 maçã pequena com casca  (Vitamina B6 e folato, que regula a serotonina)
  • – 1 colher de chá rasa de levedo de cerveja  (tem vitamina B6, para o nervosismo)
  • – 200 ml de água
  • Bata tudo no liquidificador. Beba o suco 2 vezes ao dia, 7 dias antes da menstruação, durante a TPM.
Suco para TPM-  Receita 2:
  • – 1 folha de agrião,
  • – 1 copo de suco de acerola,
  • – 1 xícara (chá) de morangos picados,
  • – 1 xícara (chá) de melancia picada e
  • – 1 colher (sopa) de mel
Bata no liquidificador todos os ingredientes.
Benefícios: Rico em diuréticos naturais (melancia, agrião, morango), o suco possui vitamina C e minerais para aliviar os sintomas da TPM.
Fontes: saudecomciencia almanaqueculinario

Video: Especial TPM: auto-massagem (parte 3)


Especial TPM: auto-massagem (parte 3) 投稿者 Veja

Leia também:

As melhores dicas para aliviar a cólica no Blog da Karlinha -M de Mulher
Cólica pode ser sinal de endometriose M de Mulher
Como aliviar a cólica – IG
Mitos e Verdades: Alimentação para TPM – IG

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=777

2 comentários

  1. Arturo

    Minha esposa (Brasileira) sufrio desde a adolescência de disminorreia (fortes cólicas menstruais) até que eu di para ela um chá de Maguey Morado cada vez que os sintomas começavam, depois de 20 minutos de tomar a infução as cólicas sumem, as mulheres mexicanas que sofrem de disminorreia tem ingerido o chá desde o tempo dos Maias, minha esposa tem compartido a receita com amigas y familiares que tem sofrido deste distúrbio menstrual e elas tem tido similares resultados de alivio, ofereço dar de graça para quem quiser, uma mostra desta milagrosa folha, pode me contatar no meu e-mail, campo45@yahoo.com

    Tenha uma vida feliz….

    Arturo R Campo

  2. Fernanda Ferreira

    Oi sou a Fernanda tenho umas dúvidas, por favor me responda, olha eu estou tomando anteconcepcional certinho, esqueci de tomá-lo 1dia e tive relações sexuais com camisinha, mas acho que vasou, mas no outro dia comecei à tomar certinho, porém, estou me sentindo mal, com vontade de vomitar com a cabeça meia pesada, com o corpo estranho, será que posso estar grávida? Me ajudem pois estou preocupada, pois estou desempregada, e tenho apenas 19 anos, e meu namorado esta trabalhando e ele tem 27 anos, porfavor entre em contato comigo… Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »