«

»

out 03 2012

Imprimir Post

Quantos tremores sísmicos são registrados diariamente no Japão?

Quantos abalos ocorrem diariamente no Japão? É o mesmo que perguntar, quantos acidentes de trânsito acontecem diariamente no Japão… Assim como acidentes de trânsito, os tremores sísmicos acontecem todos os dias, em muitos lugares e são classificados desde os mais leves até os mais graves, no caso de terremoto, dos pequenos aos grandes abalos.

O Japão é um arquipélago que tem registro de terremotos diariamente. Para compreender melhor, vamos explicar primeiro o que é a escala Richter, que mede a magnitude, ou seja, a grandeza, quantidade (tamanho) da energia do terremoto. E também uma rápida explicação da escala japonesa Shindo, que é o índice de tremor, da intensidade de cada região atingida pelo terremoto.

Escala Richter – mede Magnitude

Escala japonesa Shindo

 

Nem todo terremoto com grande magnitude causa abalos significativos, pois dependerá da distância do epicentro e da profundidade  do terremoto, causando maiores ou menores danos na área atingida. Por isso, ao ler uma notícia de terremoto, veja estes dados: Epicentro (se foi no mar ou no continente), Magnitude, profundidade, escala shindo das áreas afetadas, para saber o grau de comprometimento dos abalos.

Quantos abalos ocorrem diariamente no Japão?

Para se ter uma idéia da quantidade de tremores que ocorrem no Japão, abaixo postamos 4 mapas e demais dados divulgados no site Tenki.jp. O primeiro, tendo como data base hoje dia 03/10,  depois o registro em 24 horas, registro em uma semana, registro em 30 dias e registro em 100 dias.

data base 03/10/2012 14h
número de registros sísmicos
intensidade sísmica mais de Shindo 3
tamanho máximo sismo escala Richter

em 24 horas 

9  vezes

0

M4,6 ( 10/2  20h37min )

em 7 dias  (de 26/9 a 3/10)

56 vezes

7

   M6,3   ( 10/2  7h21min  )

em 30 dias (de 3/09 a 3/10)

196 vezes

 14

M6,3  ( 10/2  7h21min  )

em 100 dias (de 25/6 a 3/10)

743 vezes

72

M7,3   ( 08/14 11h59min )

Terremotos registrados no ano de 2012 totalizam 2.466 abalos, sendo que 239 vezes foi com intensidade maior que Shindo 3, quase 10%. Isto significa que quase 90% dos abalos foram intensidade Shindo 1 e 2, quase que imperceptíveis ao se humano.

A título de curiosidade, postamos também os dados de MARÇO de 2011 : foram registrados 864 abalos sísmicos, sendo que 409 vezes a intensidade passou de Shindo 3.

O site do Tenki.jp mantém um arquivo desde agosto de 2008. 

11.730 é o total de abalos sísmicos registrados de 08/2008 até 03/10/2012

sendo:

Shindo 2 ou mais – 4,675 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 3 ou mais – 1,742 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 4 ou mais – 427 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 5 fraco ou mais –  87 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 5 forte ou mais –  31 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 6 fraco ou mais – 10 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo 6 forte ou mais4 vezes (para saber mais clique aqui)

Shindo  7 –  01 vez ( dia 11/03/2011 as 14h56min )

Para aqueles que quiserem saber um pouco mais, poderão acessar os links abaixo, abrindo o link do mês vocês encontrarão o mapa e dados diários dos abalos registrados. fonte Tenki.jp

Ano 2012

Janeiro  Fevereiro  Março  Abril  Maio Junho  Julho  Agosto  Setembro  Outubro

Ano 2011

Janeiro  Fevereiro  Março  Abril  Maio  Junho  Julho  Agosto  Setembro  Outubro  Novembro  Dezembro

Ano 2010

Janeiro  Fevereiro  Março  Abril  Maio  Junho  Julho  Agosto  Setembro  Outubro  Novembro  Dezembro

Ano  2009

Janeiro  Fevereiro  Março  Abril  Maio  Junho  Julho  Agosto  Setembro  Outubro  Novembro  Dezembro

Ano 2008

Agosto   Setembro

E agora todos querem saber, onde é que treme mais no Japão.

Nesta página http://bousai.tenki.jp/bousai/earthquake/earthquake_area_by_intensity_ranking do site Tenki.jp encontramos uma tabela em ordem descrescente dos locais mais atingidos por abalos sísmicos no período de  25/06/2012 até 03/10/2012 (14 horas), ou seja, no período de 100 dias:

(clicando no local do Epicentro, abrirá uma página contendo todas as informações de terremotos neste local)

**esta lista é alterada diariamente, tendo como base os últimos 100 dias. A tabela abaixo foi publicado dia 03/10/2012

Ocorrências de terremotos

Epicentro

O tamanho máximo sismo
Intensidade sísmica máxima
Última hora de ocorrência do terremoto
99 vezes Miyagi-oki (mar) M5.6  5 forte 01/10/2012  – 10h29min
61 vezes  costa de Fukushima M5.2 Quatro 02/10/2012  – 14h46min
58 vezes Na costa  de Ibaraki M5.0 Três 02/10/2012  – 17h29min
54 vezes costa de Iwate M5.4 Quatro 03/10/2012  –  01h25min
36 vezes norte  de Ibaraki M4.1 Três 30/09/2012  –  14h41min
29 vezes norte  de Nagano M5.2  5 fraco 26/08/2012  –  22h24min
26 vezes Hamadori Fukushima M4.4 Três 02/10/2012  –  21h41min
24 vezes sul  de Ibaraki M5.1 Quatro 03/10/2012  –  09h27min
22 vezes Ilhas Tokara (Kagoshima) M4.3 Dois 01/10/2012  –  08h42min
20 vezes costa leste  Chiba M4.5 Três 01/10/2012  –  05h31min
15 vezes  Akita M3.0 Três 03/10/2012  –  01h53min
13 vezes distrito Okitama , Yamagata  M4.1 Três 02/10/2012  –  01h12min
13 vezes norte  de Wakayama M3.3 Dois 28/09/2012  –  16h55min
12 vezes Fukushima Nakadori M4.2  5 fraco 16/09/2012  –  03h20min
10 vezes costa leste  Aomori M4.8 Três 24/09/2012  – 07h39min

Entendo que a melhor traducao de 沖 (oki) seria “mar”. Assim Miyagi-oki seria “mar de Miyagi”.

A geografia de Fukushima e’ um caso a parte. Eles dividem a província em 3 listas (“corredores”) horizontais, cada um com características distintas:
Hama-doori seria o “corredor da costa” (onde fica o mar e a usina nuclear)
Naka-doori seria o “corredor do meio” (onde ficam as 2 principais cidades da provincia, Koriyama e Fukushima, e passa o shinkansen)
Aizu seria a região de Aizu Wakamatsu, o Tohoku que o japonês tem em mente, atrasado e com neve até o pescoço.

Para ver o restante da lista, acessar este link

Acompanhe as notícias e informações sobre terremotos e prevenção de outros desastres naturais pelo site do Tenki.jp, o link  para terremoto é http://bousai.tenki.jp/bousai/earthquake/

Para saber mais sobre prevenção de terremotos, taifus, tatsumaki e outros desastres naturais, acesse os links do Blog da Suriemu, categoria Terremotos & catástrofes 

Link permanente para este artigo: http://blog.suri-emu.co.jp/?p=8601

2 comentários

  1. Roberto

    Miyagi e’ isso mesmo. Um terremoto diario por dia, segundo os dados que voce apresenta.
    Ainda hoje, ano e meio depois.

    Entendo que a melhor traducao de 沖 (oki) seria “mar”. Assim Miyagi-oki seria “mar de Miyagi”.

    A geografia de Fukushima e’ um caso a parte. Eles dividem a provincia em 3 listas (“corredores”) horizontais, cada um com caracteristicas distintas:
    Hama-doori seria o “corredor da costa” (onde fica o mar e a usina nuclear)
    Naka-doori seria o “corredor do meio” (onde ficam as 2 principais cidades da provincia, Koriyama e Fukushima, e passa o shinkansen)
    Aizu seria a regiao de Aizu Wakamatsu, o Tohoku que o japones tem em mente, atrasado e com neve ate o pescoco.

    1. Obrigada pela contribuição. Para nós estes termos locais são difíceis de compreender. Vamos atualizar o post. Sempre aprendendo com sua experiencia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Translate »